Alerta! Todo cuidado é pouco com a doença do beijo durante o Carnaval

Síndrome infecciosa acomete principalmente na faixa etária entre 15 e 25 anos

Por O Dia

Foliões em bloco no Centro do Rio
Foliões em bloco no Centro do Rio -
Rio - A mononucleose, conhecida popularmente como a doença do beijo, é uma síndrome infecciosa que acomete principalmente na faixa etária entre 15 e 25 anos. Ela é causada pelo vírus Epstein-Barr, que atua sobre os linfócitos do organismo.

De acordo com  Cristiane Tavares, consultora em saúde bucal, a doença do beijo tem sintomas parecidos com os da gripe, mas não possui sintomas respiratórios, vacina ou tratamento antiviral específico. Só um exame aprofundado pode diagnosticá-la. 

"A doença do beijo é transmitida pela saliva e tem um período de incubação de aproximadamente 30 a 45 dias. Por conta disso, poucas pessoas a relacionam com o período do carnaval, onde os beijoqueiros se fartam de beijar. Como não existe camisinha para a boca, o melhor a fazer é evitar beijar muitos parceiros durante a folia, pois quanto maior o número de parceiros, maior é a chance de adquirir a doença",  alerta Cristiane. 

Os principais sintomas :

•Fadiga

•Mal-estar

•Inflamação da garganta

• Febre

• Inchaço dos gânglios linfáticos no pescoço e axilas

•Dor de cabeça

• Inchaço do baço

Se você sentir qualquer um dos sintomas lista acima, procure um médico.


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários