Cidade de Porto Real resgata o crescimento

Para os próximos meses, prefeito projeta a conclusão de algumas ações em andamento e o início de novas obras

Por O Dia

Cidade de Porto Real resgata o crescimento
Cidade de Porto Real resgata o crescimento -

Rio - De 2013 a 2017, a Prefeitura de Porto Real, cidade de 19 mil habitantes no Sul Fluminense, viveu um verdadeiro drama na gestão pública. Com a retração da economia do país, em especial do setor automotivo, o principal empregador do município precisou cortar despesas e demitir. O custo social do desemprego aumentou na proporção que a arrecadação municipal despencou. “Chegamos a fechar o ano de 2017 com quase metade do que a Prefeitura arrecadava em 2013. Diante de um verdadeiro caos financeiro, foi preciso perseverar muito para arrumar a casa”, lembra hoje o prefeito Ailton Marques, que, com o falecimento de experiente político Jorge Serfiotis, em agosto de 2017, deixou a função de vice para assumir o comando da Prefeitura.

Dois anos depois Ailton Marques enumera razões para acreditar na recuperação do município, que, como ele faz questão de sublinhar, ainda está em andamento. “Pagamos mais de R$ 30 milhões em dívidas, reduzimos contratos e enxugamos a folha de pagamento para que a Prefeitura voltasse a investir na cidade. Ainda há muito por fazer, até porque o município sofreu com uma forte recessão por mais de cinco anos, mas já é visível nas ruas, que Porto Real vive uma nova realidade”, comenta. O prefeito, no entanto, reforça que para manter o ritmo de crescimento não pode descuidar das contas municipais. “Acompanho diariamente as receitas e despesas da Prefeitura”.

Entre os exemplos desta transformação na realidade do município, Ailton Marques registra a retomada de obras paradas há muito tempo, como a Creche do Jardim das Acácias, entregue em 2018 à comunidade após 12 anos do seu início. “Além de concluir obras aguardadas, estamos revitalizando todas as escolas, unidades de saúde e áreas de lazer; fazendo obras de infraestrutura, drenagem, redes de água e esgoto, além da pavimentação. No bairro Parque Mariana, por exemplo, estamos pagando uma dívida histórica com os moradores. Somente em agosto, entregamos duas Academias da Saúde”, resume o prefeito que buscou recursos de emendas federais para ajudar o município na retomada dos investimentos.

Para os próximos meses, o prefeito projeta a conclusão de algumas ações em andamento e o início de novas obras de impacto no município. “Vamos começar a infraestrutura do trecho inicial da Avenida Dom Pedro, principal via do município, que vai ganhar redes de água e esgoto, pavimentação e novos equipamentos urbanos. Iniciar as obras do acesso ao Bairro de Fátima, de reforma do CRAs do Novo Horizonte, concluir a Creche da RJ-159 e o primeiro trecho da ciclovia na Avenida Renato Monteiro”, adianta Ailton Marques. O prefeito registra que o ritmo intenso de contratação de obras e serviços também é resultado de uma política de licitação transparente, com disputas reunindo um número cada vez maior de fornecedores e, consequentemente, redução nos custos.

Mesmo direcionando a Prefeitura para realizar obras, Ailton Marques não perde de vista o olhar especial para os serviços prestados diretamente aos moradores, sobretudo aqueles mais impactados pela recessão do município. “A Prefeitura tem enfrentado os efeitos do desemprego melhorando a nossa rede de proteção social na saúde e na assistência, além de estimular a contratação de moradores de Porto Real junto às empresas locais. Em agosto conseguimos que o Groupe PSA, que fabrica os carros da Peugeot e da Citroen, ofertasse um curso técnico no Senai para jovens, que já começarão a receber enquanto estudam”, conta. Embora atento ao desemprego, o prefeito acredita que a solução para o problema também passa pelo esforço pessoal. “O tempo em que a Prefeitura podia contratar indiscriminadamente já passou. Se fizesse isso, o município correria o risco de quebrar. Hoje o caminho é a educação. Acredito muito no potencial do nosso morador”, sentencia o radialista Ailton Marques, que está cada dia mais à vontade na função de prefeito.

Comentários