Crivella visita um dos hotéis que receberá idosos de comunidades

Inicialmente, hóspedes serão moradores da Rocinha e do Vidigal com mais de 60 anos

Por O Dia

Prefeito Crivella, junto com Tia Ju, secretária de Assistência Social, inspeciona o quarto de um dos hotéis que vai abrigar idosos para prevenção do coronavírus
Prefeito Crivella, junto com Tia Ju, secretária de Assistência Social, inspeciona o quarto de um dos hotéis que vai abrigar idosos para prevenção do coronavírus -
Rio - O prefeito Marcelo Crivella (Republicanos) visitou, nesta quarta-feira, um dos hotéis que vão receber idosos de comunidades do Rio com muita aglomeração. O objetivo da iniciativa é proteger as pessoas que não estão contaminadas pelo novo coronavírus (covid-19), mas são do grupo de risco da doença. As diárias não poderão ultrapassar R$ 120 e serão custeadas pelo município.
Inicialmente, os hóspedes desses hotéis serão moradores da Rocinha e do Vidigal, em São Conrado, na Zona Sul, com mais de 60 anos, que estejam cadastrados como pacientes na Estratégia Saúde da Família (ESF). Eles serão entrevistados pelas equipes de assistência social da prefeitura para serem abrigados nas unidades durante o período de isolamento social.
"Isso é chamado no mundo de isolamento vertical. É tratar as pessoas que têm mais risco, que são idosos que estão saudáveis, mas tiveram comorbidades no passado. Recebem refeição no quarto com visita do médico e do enfermeiro, mas sem acesso à rua e à família", disse o prefeito, durante a visita.
A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos (SMASDH) informou que os critérios para que os idosos sejam levados aos hotéis são: morar em locais onde não seja possível o isolamento domiciliar, ter capacidade de autocuidado e autonomia para locomoção, realização de higiene pessoal, solicitação de alimentação e atendimento.
"Vamos pedir a eles que, por gentileza, deem exemplo à sociedade, de sacrifício e renúncia. Os quartos têm ar condicionado, bom banheiro, televisão e internet para se comunicar com a família. Mas é preciso entender que eles vão ficar acolhidos num isolamento social para a própria proteção", destacou Crivella.

1 MIL IDOSOS

Três hotéis já estão disponíveis para receber os idosos. Inicialmente serão hospedadas 300 pessoas nessas unidades, localizadas na Barra da Tijuca e em Jacarepaguá, na Zona Oeste; e na Gamboa, na região central da cidade.
A prefeitura disse que está em contato com outros hotéis, para chegar ao total de 10 e abrigar mil idosos. OS idosos estão sendo selecionados e convidados a se hospedar nesses locais.
Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários