'Estou vivendo um pesadelo', desabafa mulher de passageiro morto em assalto a ônibus

Além de Mauro, outra pessoa foi ferida por disparos dados pelo bandido. 'Eu não queria te ver assim estampado em fotos de jornais, por ser mais uma vítima da violência, não tiraram só a sua vida, mataram a minha também', escreveu em postagem

Por O Dia

Mauro tinha 45 anos e deixou três filhos: vítima da violência no Rio
Mauro tinha 45 anos e deixou três filhos: vítima da violência no Rio -
Rio - A mulher de Mauro de Souza Oliveira, morto com um tiro durante um assalto dentro de um ônibus em Senador Camará, na Zona Oeste, usou as redes sociais para desabafar sobre a morte do marido. Além de Mauro, outra pessoa foi ferida por disparos dados pelo bandido. A vítima foi enterrada na tarde desta quinta-feira no Cemitério do Murundu, em Realengo.
"Eu não queria te ver assim estampado em fotos de jornais, por ser mais uma vítima da violência, não tiraram só a sua vida, mataram a minha também. Tenho que ser forte pra seguir em frente pra zelar do nosso bem mais precioso: nossos filhos", escreveu, completando que ainda é difícil acreditar no que aconteceu. 
"A ficha não caiu e não vai cair nunca, estou vivendo um pesadelo, você passou pelas nossa vidas e nos fez feliz, nos ensinou, nos encantou, e nos deixou o legado de um homem íntegro e honesto. Que Deus nos ajude", finalizou.
Mauro era um dos passageiros da linha 864 (Campo Grande-Bangu) quando o ônibus foi alvo de um assaltante, próximo à comunidade do Sapo, na Avenida Santa Cruz. A vítima foi identificada como Mauro de Souza Oliveira. Segundo usuários, o local mais comum para a ação dos criminosos é próximo à uma unidade do Detran, na mesma via.
Os feridos foram levados à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Senador Camará, mas Mauro não resistiu aos ferimentos. A ocorrência foi encaminhada para a Delegacia de Homicídios.
Segundo um amigo de trabalho da vítima, que não quis se identificar, ele não costumava fazer aquele trajeto: "Ele tinha acabado de sair do trabalho, nem era o caminho dele, mas ele tinha que resolver um problema! Infeliz situação!", explica. Mauro era casado e deixa três filhos homens.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários