Artesãos de Nova Iguaçu participam de Salão Estadual do Turismo

Público poderá conhecer em quatro dias artesanato, produtos típicos, dança e música de 70 municípios participantes

Por O Dia

Abajures feitos com madeira e jornal reciclado pelo artesão  Luiz Baumflek estarão à venda na feira do Armazém Dois do Píer Mauá
Abajures feitos com madeira e jornal reciclado pelo artesão Luiz Baumflek estarão à venda na feira do Armazém Dois do Píer Mauá -
Artesãos do Programa Municipal de Artesanato de Nova Iguaçu vão participar do maior evento de turismo do Estado do Rio. O Salão Estadual do Turismo acontece a partir desta quinta-feira, dia 22, e vai até domingo, dia 25, no Armazém 2 do Píer Mauá, na Zona Portuária do Rio. O evento é promovido pela Secretaria de Estado de Turismo, com a intenção de aproximar o público, estimado em 30 mil pessoas, dos atrativos turísticos de cidades de todo o Estado do Rio. Além do artesanato, todos poderão conhecer produtos típicos, dança e música dos 70 municípios participantes. A entrada é franca.

“Para mim, artesã empreendedora, que trabalha com o reuso do vidro descartado é de extrema importância participar de um evento tão grandioso como esse”, afirma Amanda Figueiredo, que faz pinturas em garrafas recicladas, coletadas na limpeza das praias cariocas e de residências de Nova Iguaçu.
“Faço o processo de higienização das garrafas e preparo o vidro para que a tinta fique fixa na garrafa. O desenho é criado e finalizo com verniz”, explica Amanda sobre o processo de criação das suas obras que serão expostas no Salão de Turismo.

Outra participante, Sonia da Silva, vai representar Nova Iguaçu através da técnica da costura criativa e do crochê, na criação de bonecos de inclusão social e brinquedos educativos inclusivos para crianças com algum tipo de deficiência física. “Eu me inspiro nos exemplos de superação dos portadores de deficiência, e através dos bonecos procuro mostrar que existem diferenças, mas devem ser respeitadas”, explica Sonia.

Jornal reciclado, papelão, arame e madeira são os materiais básicos para Luiz Baumflek transformar em peças decorativas como abajures, molduras e caixas. Ele é outro participante iguaçuano do evento. “Eu uso três técnicas diferentes para criar a partir do reaproveitamento do jornal. Uso tinta e verniz para dar cor às minhas criações”, explica Luiz.

O Programa Municipal de Artesanato da Prefeitura de Nova Iguaçu, criado pela Fundação Cultural e Educacional de Nova Iguaçu (FENIG), é um dos maiores programas do setor em todo o estado, com 1.200 artesãos cadastrados, que recebem apoio através de cursos de capacitação, organização de feiras e pontos de artesanato do município, além de estimulo para participação em eventos como o Salão Estadual do Turismo.

Galeria de Fotos

Abajures feitos com madeira e jornal reciclado pelo artesão Luiz Baumflek estarão à venda na feira do Armazém Dois do Píer Mauá Divulgação
Presentes na cultura popular há muitos anos, as bonecas e bonecos de pano são feitos por vários artesãos iguaçuanos Divulgação

Comentários