Especialistas reuniram dicas de organização para apartamentos pequenos

Primeiro passo é que o morador pense na rotina e analise o que é necessário para ela

Por Marina Cardoso

Arquitetas recomendam que os objetos de uso mais frequente sejam guardados em locais de fácil acesso
Arquitetas recomendam que os objetos de uso mais frequente sejam guardados em locais de fácil acesso -
Rio - Com a tendência de apartamentos cada vez menores nas grandes cidades, conseguir espaço para guardar tudo que precisa, desde roupas a objetos decorativos, é um desafio. Para que o lar seja um espaço
agradável e confortável, arquitetas reuniram dicas de decoração de projetos para evitar erros na organização. 
Antes de qualquer reforma, o primeiro passo é que o morador pense na rotina e analise o que é necessário para ela. “Sempre indico uma reflexão baseada no dia a dia do cliente ou da família que habitará o apê”, diz a arquiteta Bianca Atalla. 
Após entender o funcionamento, o morador pode seguir por dois caminhos. Para pessoas mais organizadas, a sugestão é apostar em prateleiras e nichos abertos para guardar os objetos. Já em um perfil contrário, portas nos móveis asseguram que a bagunça fique organizada sem ficar no campo de visão.
A arrumação pode começar já na entrada do apartamento, que pode contar com um lugar para guardar chaves e sapatos, por exemplo. “Muitos objetos não têm um local de armazenamento em função da sua
necessidade de uso e retirada constante para dentro e fora de casa”, explica Bianca.
Outro ponto é que cada item deve ganhar o seu lugar no apartamento pequeno, para reforçar que cada coisa tem o seu lugar e ambiente. “Deixar objetos espalhados sem um lugar específico para ser guardado atrapalha na rotina dos moradores e acaba passando a impressão de que o apartamento é ainda menor”, revela a arquiteta Elisa Ju.
Sendo assim, a arquiteta recomenda que os objetos de uso mais frequente sejam guardados em locais de fácil acesso, enquanto aqueles de menor utilização devem ficar em locais que não precisam ser manuseados o tempo todo.
Peças para organização
Para auxiliar na categorização dos itens, as especialistas sugerem o uso de peças organizadoras, que
podem ser compradas de forma avulsa ou produzidas sob medida. “Na cozinha, por exemplo, o
porta-talheres pode ter uma dessas peças. Fica mais fácil categorizar os talheres e objetos de acordo
com o uso e ainda ajuda a visualizar o conteúdo de forma mais clara”, explica a arquiteta Fernanda
Mendonça. Outra inspiração é o roupeiro que pode ter separadores de roupas íntimas.
Para o quarto, a cama-baú é ideal para armazenar objetos poucos manuseados, como cobertores pesados esquecidos durante o verão. Outra ideia é usar guarda-roupas sob medida, que podem ser produzidos de acordo com a necessidade dos moradores.
Além disso, em muitos apartamentos com metragens reduzidas, o armário pode fazer as vezes de divisor de ambientes entre a sala e o quarto, ressaltando o ganho em cada centímetro de área útil. Já no banheiro, armários superiores estreitos e fechados com portas espelhadas podem colaborar na tarefa de guardar tudo
que o morador precisa.

Comentários