Confira a tinta ideal para evitar erros na pintura de casa

Escolhas ruins podem não trazer o resultado esperado e pintura pode durar menos tempo do que deveria

Por O Dia

Antes de pintar, o morador deve fazer uma limpeza completa na área para ter parede firme e uniforme
Antes de pintar, o morador deve fazer uma limpeza completa na área para ter parede firme e uniforme -
Rio - Pintar a casa pode deixar os ambientes com uma nova cara. Mas para decorar os cômodos não basta pegar qualquer tinta e aplicar. Escolhas ruins podem trazer dor de cabeça para os moradores. Além da pintura durar menos tempo do que deveria, também não trará o resultado esperado e, com isso, exigirá gastos futuros com repinturas e manutenção. Para evitar esses erros, especialista orienta o que deve ser feito. 
Segundo Anne Costa, coordenadora técnica da Associação Brasileira dos Fabricantes de Tintas (AbrafatI), existem casos em que o produto cobre uma área menor que o esperado, exige muito mais demãos que o previsto para cobrir a cor anterior, apresenta um resultado pouco uniforme e até escorre para o rodapé da parede. "Em outras situações, a pintura fica muito boa num primeiro momento, mas em pouco tempo desbota ou perde suas características”, explica.
A primeira orientação é evitar a utilização de uma tinta conforme, pois apresentam baixo rendimento, menor durabilidade e pouca resistência à limpeza com produtos de uso doméstico.
Para se proteger, antes de comprar um produto, é importante consultar a plataforma digital www.tintadequalidade.com.br. A ferramenta possibilita consultar as marcas que cumprem os requisitos de rendimento, poder de cobertura, secagem e resistência à limpeza, estabelecidos nas normas técnicas ABNT.
Antes da pintura, o morador precisa fazer uma limpeza completa na área que receberá a nova cor. De acordo com Anne, o local necessita estar firme, uniforme (sem buracos ou rachaduras), seca e sem poeira, gordura, graxa, sabão ou mofo. “Caso precise, é necessário corrigir imperfeições na parede, com argamassa ou massa corrida também é fundamental”, orienta ela.
Cuidado com a superfície
O morador também precisa pensar no fato de que existem produtos adequados para cada tipo de superfície, como alvenaria, metal e madeira. O mesmo vale para o local onde a tinta será aplicada: é preciso verificar se o material é para uso só em áreas internas ou em áreas internas e externas, da mesma forma que deve ser dada atenção ao tipo de cômodo que será pintado (em áreas mais úmidas, como banheiros e cozinhas, é recomendado o uso de tintas adequadas a essa característica).
Outra dica é que deve-se evitar realizar o trabalho em dias chuvosos ou com ventos fortes, pois eles trazem poeira e outras sujeiras para a pintura. Também deve ser evitada a pintura quando a temperatura está muito baixa (menor ou igual a dez graus) ou muito alta (igual ou maior do que 40 graus) ou quando a umidade relativa do ar está acima de 90%.
 

Comentários