Bruno César garante 'volta por cima', comenta salários atrasados e revela como tem aproveitado a quarentena

Meia do Vasco, que renovou com o clube até 2022, afirmou estar em melhor forma física e projetou mais oportunidades na equipe

Por Leonardo Damico

Bruno César
Bruno César -
Rio - De contrato renovado e reintegrado ao elenco principal, o meia Bruno César, do Vasco da Gama, espera um 2020 muito diferente de 2019. Sem regularidade e fora das melhores condições físicas, o jogador não teve grande sequência na equipe no ano passado. No entanto, o atleta afirmou que tem aproveitado a quarentena para intensificar os treinamentos em casa.

"Eu tenho treinado internamente em dois períodos, de segunda, quarta e sexta, e às terças, quintas e sábados estou fazendo trabalhos de campo. Precisei me adaptar com tudo isso igual a todo mundo, mas estou procurando treinar intensamente. Tenho ficado mais em casa, tomando todos os cuidados, e saindo apenas quando é necessário", disse Bruno César, que completou:

"(A forma física) Está bem melhor que em 2019, sem dúvidas. Estou com um personal trainer particular, como todos estão vendo pelas minhas redes sociais, me dedicando todo dia, muito focado para estar preparado quando for necessário. Claro que vai faltar ritmo de jogo, isso para todos os atletas de todas as modalidades, mas eu me sinto bem melhor agora", emendou.

Desconfiança da torcida
Com passagem por grandes clubes na carreira como Benfica e Sporting, Bruno César chegou rodeado de expectativas pela torcida vascaína, em janeiro do ano passado. No entanto, o meia não conquistou titularidade de imediato e oscilou durante o Cariocão de 2019. Pelo Brasileirão, foram apenas 13 partidas de 38 e dois gols marcados. Bruno, que não entra em campo desde novembro, analisou a situação.

"Eu fui contratado para jogar, mas infelizmente não tive a sequência que esperava, por diversos fatores que não cabem mais falar. Tenho certeza de que vou dar a volta por cima e estou com muita vontade de provar isso, estou me dedicando muito para voltar a atuar em alto nível. Não joguei em clubes tão grandes na minha carreira à toa, sei do meu potencial e espero que eu possa retomar uma boa sequência daqui pra frente", garantiu o meia.

Retorno do futebol
As atividades esportivas no Brasil foram interrompidas na metade de março devido a pandemia do novo coronavírus. Contudo, alguns clubes, como Flamengo e Vasco pressionam pela volta do futebol, enquanto Fluminense e Botafogo mantém uma postura cautelosa e esperam decisões dos órgãos públicos. Para Bruno César, o momento atual não é de pensar no futebol e sim na saúde pública.

"Estamos vivendo um momento muito triste, vendo diariamente muitos registros de morte por todo Brasil, algo que ninguém queria estar passando. O momento agora é de compreensão, de ajudar quem precisa, de cuidar das pessoas próximas e também até de quem você não conhece. Depois, pensamos no futebol ou qualquer outra questão. A saúde e a segurança das pessoas sempre estarão em primeiro lugar", disse o meia.
Rio, 19/05/2019, Vasco x Avai, na foto bruno cesar. Foto Gilvan de Souza / Agencia O Dia - Gilvan de Souza/Agência O Dia


Confira outros trechos da entrevista:

Salários atrasados
"É difícil para todo mundo, como muitos já se manifestaram, mas nunca deixamos de trabalhar ou nos dedicar por isso. Eu e muitos jogadores ainda não recebemos nada esse ano, abrimos mão de valores para pagar outros jogadores e funcionários, como chegou a ser noticiado, porque esse grupo é muito unido e diferenciado. Agora, vivemos esse contexto da pandemia, sabemos que o clube tem dificuldades, então vamos ver o que vai acontecer quando voltarmos"

Conversa com Ramon e Zé Luis, VP de futebol
"O Ramon é um cara sensacional, sempre conversei muito com ele no clube, desde o ano passado. É um cara que sempre procurou me ajudar e torço muito para que ele tenha muito sucesso nesta nova função. Com o José Luis, tive uma conversa muito interessante e ele me disse que confiava em mim e que me queria de volta. Eu disse a ele que também queria voltar, porque eu confiava neles e queria muito ajudar o clube. Foi tudo muito rápido, resolvemos em dois dias e acertamos tudo"

Chance de assumir a '10' do time
"Vou dar meu máximo, como sempre fiz, e vou aproveitar essa oportunidade que está sendo dada novamente. Tenho certeza de que tudo vai dar certo, estou com muito vontade de fazer as coisas darem certo no Vasco. Às vezes, precisamos passar por algumas dificuldades para abrir o olho e poder recomeçar com ainda mais força"

Período no Benfica e Sporting
"Acredito que atingi o auge da minha carreira em Portugal, com toda certeza. No Benfica, pude chegar à Seleção Brasileira, que é a realização do sonho de todo jogador. No Sporting, foi onde eu pude entender taticamente como se joga o futebol europeu. Lá, acabei desempenhando mais de cinco funções diferentes. Acho que tem muita diferença, sim, pois o futebol europeu é muito mais tático e exige mais do jogador. Eu atuei por quase sete anos na Europa e chegar aqui de volta ao Brasil, com essa responsabilidade, não foi nada fácil"

Galeria de Fotos

Bruno César Rafael Ribeiro/VASCO
Rio, 19/05/2019, Vasco x Avai, na foto bruno cesar. Foto Gilvan de Souza / Agencia O Dia Gilvan de Souza/Agência O Dia

Comentários