Jogador vê Vasco ofensivo mesmo com quatro volantes e projeta recuperação

Equipe carioca vem de derrota contra o Flamengo

Por Lance

Luxemburgo
Luxemburgo -
Rio - Depois de cumprir suspensão contra o Flamengo, Marcos Junior está de volta ao Vasco. Pelo que foi testado nos treinamentos, o técnico Vanderlei Luxemburgo terá o jogador como um dos titulares entre o quarteto de volantes, ao lado de Richard, Raul e Andrey. Para o atleta, essa formação pode dar certo e não impede que o Cruz-Maltino vá para cima contra o São Paulo, neste domingo, em São Januário.

"Eu, Raul e Andrey somos volantes de origem, mas somos versáteis. Se começar assim, vamos saber nos comportar, independente de onde cada um está em campo. Se eu estiver à frente ou o Raul. Voltei na mesma posição, até então o Luxemburgo ainda não conversou especificamente com cada um. Não chega a ser muito diferente, já joguei com o Andrey e o Raul. Nos entendemos. Quem tiver que jogar vai fazer um bom papel durante o jogo", comentou, em entrevista coletiva.

O São Paulo chega ao Rio de Janeiro com um time estrelado de Daniel Alves e Juanfran, recém chegados ao Brasil. Atração da partida para alguns, mas não para o Vasco. Marcos Junior garantiu que, apesar de admirar o lateral, em campo o pensamento será apenas na vitória.

"Sabemos que é uma grande equipe, fez grandes contratações e teve um volta boa após a Copa América. Mas não é de se descartar o que estamos fazendo depois da parada. Esse período foi bom para nós. É um São Paulo forte, mas o Vasco também vem forte. É uma sensação diferente enfrentar o Daniel Alves. Vim do Bangu, nunca tinha jogado uma Série A. Vários jogadores que eu estou encontrando, eu admiro. Ele inspira não só eu, mas muitos jovens. Na hora não pensamos muito nisso (tietar), queremos só ajudar a equipe. Se der, eu falo, mas vou pensar mais em jogar. No momento não vamos pensar em Daniel Alves, vamos jogar contra o São Paulo. Vamos jogar para cima", disse.

São Januário

É importantíssimo estar em São Januário. A última partida que jogamos aqui foi contra o Fluminense. Pudemos ver a força da torcida. Saímos atrás no placar e com a ajuda da torcida conseguirmos ir para cima. Jogar em São Januário é totalmente diferente para o Vasco. Em outros estados tem torcida grande, mas aqui é diferente. Com a camisa do Bangu, fiz o gol que me trouxe pra cá. Se eu jogar, darei o máximo, farei de tudo para fazer o gol. Quero fazer um a favor para ajudar. Depois da derrota para o Flamengo, nas redes sociais, a torcida está confiante e gostando do nosso trabalho. Derrotas vão acontecer, eles estão nos apoiando. Acho que estará lotado.

Flamengo e concentração

Depois do clássico, todos cobraram que temos que entrar concentrados e manter até o final do jogo. Contra o Flamengo foi um jogo atípico, era um clássico. Acho que temos que nos manter focados. Ninguém gosta de perder um clássico, ainda mais do jeito que perdemos, mas não nos abalou. Estamos firmes.

CT

Só peco que continuem. Eles ajudaram no pagamento dos professores. Que eles continuem com esse incentivo, força e ajuda ao Vasco. O clube vai permanecer grande por causa deles.

Comentários