Ex-atacante do Fluminense desabafa sobre passagem pelo clube: 'Fui sacaneado'

Jogador foi campeão brasileiro pelo Tricolor em 2012

Por O Dia

Rio de Janeiro - 18/07/2019 - Wellington Nem do Fluminense durante partida contra a equipe do CSA no estadio do Maracana valido pelo Campeonato Brasileiro 2019. Foto: Luciano Belford/agencia O Dia
Rio de Janeiro - 18/07/2019 - Wellington Nem do Fluminense durante partida contra a equipe do CSA no estadio do Maracana valido pelo Campeonato Brasileiro 2019. Foto: Luciano Belford/agencia O Dia -
Rio - Wellington Nem foi um dos destaques do Fluminense na conquista do Campeonato Brasileiro de 2012. No segundo semestre de 2019, o jogador, que pertence ao Shaktar Donetsk, da Ucrânia, voltou ao clube, mas não foi bem. Em entrevista ao Netflu, o atacante revelou uma mágoa deixada em sua segunda passagem pelo Tricolor.
Segundo Nem, ele não teve o valor que merecia quando Marcão assumiu o clube, após a demissão de Oswaldo de Oliveira do comando.
"Acho que eu tive muito pouco tempo para treinar. Eu vinha de férias de 40 dias. Daí eu treinei uma semana e meia e voltei a jogar. A gente também não estava muito bem, perto da zona de rebaixamento. Quando estava o Diniz eu estava começando a jogar, o cara tinha confiança em mim, eu confiava nele… Fiquei triste por ele ter saído. Depois chegou o Oswaldo, também tive chances, estava bem, ganhando ritmo de jogo. Depois senti contra o Palmeiras, fiquei dois ou três jogos fora. Aí voltei contra o Santos, quando estávamos com um ou dois a menos. Aí Oswaldo foi mandado embora e entrou o Marcão. Aí, quando ele veio, só me colocava 15 minutos num jogo e me deixava três jogos fora. Fazia isso outras vezes. Essa foi a sacanagem que fizeram comigo. Entrava quando o time estava perdendo", disse, complementando:
"Acho que não me deram o valor que eu merecia. Fiz de tudo pra voltar, baixei salário. Teve propostas de outros clubes do Brasil que, na ocasião, eram melhores do que a do Fluminense. Mas eu optei pelo meu clube do coração e acabei sendo sacaneado. O futebol é isso. Essas coisas acontecem. A vida é assim.", concluiu.

Comentários