Ex-jogador do Fluminense admite insegurança em retorno aos treinos em Portugal

Volante afirmou que ainda sente apreensão nos treinamentos, que voltarão no último dia 4

Por O Dia

Luiz Fernando defende o Desportivo Aves
Luiz Fernando defende o Desportivo Aves -
Rio - Revelado nas categorias de base do Fluminense, o volante Luiz Fernando defende hoje o Desportivo Aves, de Portugal. Após o pico do coronavírus no país, os clubes retomaram os treinamentos no último dia 4 de maio e o campeonato local está programado para reiniciar no próximo dia 4 de junho. Contudo, se dependesse do brasileiro, que relatou insegurança, as atividades ainda não retornariam.

"Rola uma apreensão sim. Eu, particularmente, sou contra a volta do campeonato agora. Rolaram alguns termos de responsabilidade sobre os atletas, que não concordo, mas respeito. Sou jogador do Aves, tenho contrato e tenho que cumpri-lo. Mas minha posição hoje era de não voltar, porque não é uma simples gripe, é uma gripe pesada que matou muita gente e que ainda não está totalmente cicatrizada. E estamos expostos a isso. É um esporte de contato", disse Luiz Fernando, que completou:

"Até no treino estamos tomando todas as medidas possíveis. Mas há um certo desconforto de alguns jogadores. Mesmo tomando todas as medidas possíveis, tem um clima bem estranho. É chato porque temos que nos adaptar a esse novo futebol, máscara, exames 48h antes da partida. Vamos seguindo, espero que nada piore e que o coronavírus possa ir embora o mais rápido possível e que o futebol de todos os países possam voltar como era antigamente", encerrou o volante ex-Fluminense ao 'Globoesporte.com'.

Comentários