Fluminense paga março

Com isso, esse grupo tem apenas o mês de abril, que venceu na semana passada, ainda em aberto

Por Lance

Presidente do Fluminense, Mário Bittencourt
Presidente do Fluminense, Mário Bittencourt -

O Fluminense, que segue na tentativa de minimizar os danos sofridos pela pandemia do novo coronavírus, quitou os 60% restantes dos salários de março dos funcionários que ganham até R$ 1.500 por mês. Com isso, resta quitar apenas o mês de abril, que venceu na semana passada. A diretoria ainda organiza uma nova doação de cestas básicas para quem recebe até R$ 4 mil por mês.

Comentários