Ex-goleiro do Flamengo detona postura da diretoria: 'Imagina um atleta vem a óbito'

Clube carioca se movimenta para o retorno das atividades do futebol brasileiro

Por O Dia

Felipe conquistou a Copa do Brasil de 2013 pelo Flamengo
Felipe conquistou a Copa do Brasil de 2013 pelo Flamengo -
Rio - Felipe, ex-Corinthians e Flamengo, e que atualmente defende o Botafogo da Paraíba, não poupou as críticas ao comentar sobre a movimentação do clube rubro-negro para voltar as atividades durante o período de quarentena. Em entrevista ao Expediente Futebol, da Fox Sports, o goleiro afirma que há uma falta de sensibilidade da diretoria.
"Vai treinar para jogar qual campeonato? Vai jogar contra quem? A Libertadores não tem previsão? Qual o intuito? Os médicos são as melhores pessoas para responder. Vai treinar e vai jogar contra quem? O Flamengo tem estrutura que pode testar todo dia. E os outros clubes? Se algum atleta se contaminar e levar para a família? O Flamengo deveria dar exemplo, estar em casa, perdeu um funcionário de quase 40 anos de clube. Outros três atletas contaminados. O Flamengo não está com dificuldade financeira. E os outros clubes que não têm 5% do faturamento do Flamengo, que não têm ajuda da CBF? A Prefeitura vetou, espero que eles sejam mais sensíveis neste momento", disparou Felipe.
O arqueiro também comentou sobre a possibilidade de uma tragédia acontecer, desta forma, haveria uma repercussão negativa.
"Os grandes clubes estão sentindo o impacto financeiro. São vidas sendo perdidas. Não quero desejar o mal de ninguém, Deus que livre, mas imagina um atleta de nível internacional treina e vem a óbito? Imagina a repercussão negativa? Esse tema vem à tona toda vez. Acho que falta humanidade na diretoria do Flamengo", finalizou.

Comentários