Jovem lateral declara amor ao Botafogo e projeta títulos

No clube desde os nove anos de idade, o jogador hoje com 20, já entrou três vezes em campo pelo time principal, duas pelo Brasileirão e uma, pela Sul-Americana

Por Lance

Lucas
Lucas -
Rio - Diante de um elenco enxuto e das dificuldades de contratação do Botafogo, o técnico Eduardo Barroca tem tido, ao menos, um fator para comemorar. As oportunidades aos jogadores da base tem sido uma constante no clube na atual temporada e os garotos não têm desperdiçado as chances. Um deles é o lateral-esquerdo Lucas Barros. No clube desde os nove anos de idade, o jogador hoje com 20, já entrou três vezes em campo pelo time principal, duas pelo Brasileirão e uma, pela Sul-Americana. Em entrevista à Botafogo TV, o jogador declarou seu amor ao clube que o acolheu ainda um menino, vindo da comunidade Vila Aliança, Zona Oeste do Rio de Janeiro.

"O carinho que tenho pelo Botafogo é coisa de outro mundo. Cheguei aqui com nove anos de idade, como um garoto franzino de comunidade e o clube me acolheu da melhor forma. Aqui é a minha segunda casa. Levo um sentimento de gratidão eterna", disse Lucas.

A identificação com o Alvinegro, segundo Lucas Barros, é um dos motivos pelo qual tem recebido demonstrações de carinho dos torcedores e atenção especial do treinador. Ele também prometeu empenho na briga por títulos com o único clube em que atuou na vida.

"A torcida do Botafogo vai poder esperar sempre o melhor de mim. Como cresci aqui dentro do clube, sei o que é ser Botafogo e o que significa vestir esta camisa. Nunca vai faltar empenho e dedicação da minha parte. Meu sonho é conquistar algo grande aqui. Quero retribuir todo o carinho que recebo dos torcedores dentro de campo e com títulos".


O lateral falou sobre a boa relação com Barroca, que já treinou o time Sub-20 e brincou sobre a semelhança física com Maicosuel, ex-ídolo do clube.

"Minha relação com o Barroca é das melhores porque desde quando subi para o Sub-20 ele me acolheu muito bem, sempre conversa muito comigo. Cheguei ao clube trazido pela ONG Craques da Vida, que me trouxe para um teste. Desde o dia que cheguei, o Fabão, então preparador físico, comentou que eu era parecido com Maicosuel. Até hoje, poucos funcionários do clube me conhecem como Lucas Barros, sou sempre chamado de Maicosuel ou "Maiquinho"", brincou Lucas.

Diante da saída de Jonathan no início da semana, vendido ao Almería da Espanha, Lucas Barros foi promovido de vez ao time profissional e vai disputar a posição na lateral esquerda com Gilson. O jogador deve estar entre os relacionados de Barroca para enfrentar a Chapecoense, na segunda-feira, pela 16ª rodada do Brasileirão. O jogo será disputado no Nilton Santos, às 20h. 

Comentários