Eduardo Barroca defende Pimpão e elogia trabalho integrado com a base do Botafogo

Equipe carioca joga contra a Chapecoense na próxima segunda-feira

Por Lance

Eduardo Barroca
Eduardo Barroca -
Rio - O Botafogo enfrenta a Chapecoense na próxima segunda-feira, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro, de olho na parte de cima da tabela da competição. Para a partida, o técnico Eduardo Barroca ainda tem dúvidas sobre a escalação em função de problemas físicos de alguns nomes do elenco. Um jogador, no entanto, ganhou o apoio do treinador, diante de críticas constantes dos torcedores. O comandante alvinegro destacou a importância do atacante Rodrigo Pimpão no esquema de jogo da equipe.

"É um cara dedicado pra caramba. Já deu alegria para a torcida do Botafogo, tem a nossa confiança. Meu trabalho é harmonizar, encaixar. Tenho confiança total num cara sério, dedicado e profissional. Ele vai voltar a nos ajudar como já fez em outras vezes. Pimpão tem função muito importante. Credencio o crescimento do Marcinho à ajuda do Pimpão. É muito dedicado, tem números físicos expressivos. Tem que melhorar, eu tenho que tirar o máximo dele e ver como posso ajudá-lo. Não é ele, é todo mundo", disse Barroca.

Outro tema abordado pelo treinador foi a ascensão de alguns jogadores da base alvinegra. Barroca, que já treinou a equipe Sub-20 do clube, fez elogios ao trabalho integrado entre os responsáveis pelo futebol profissional e categorias inferiores. O Botafogo é o clube que mais fez uso de atletas recém promovidos ao profissional entre os clubes da Série A, com 13 atletas já utilizados na competição.

"Tirei os principais jogadores do Marcos Soares, meu amigo técnico do sub-20. ele. Lucas Barros e Rhuan estão comigo. Caio Alexandre estará, daqui a pouco. Tenho acompanhado Luiz Henrique, Andrew, Elivelton. O trabalho está sendo bem feito. Jogadores chegam no profissional em nível legal. O trabalho é integrado. O valor agregado de fazer as coisas dessa maneira é muito bom. O fato de eu ter uma experiência anterior com eles ajuda. Eles sabem que eu acredito neles".

Sobre o time que vai enfrentar a Chapecoense, Barroca não deu certeza, em rezão de problemas físicos de alguns jogadores. O zagueiro Joel Carli voltou a treinar com o grupo durante a semana, recuperado de lesão muscular, mas ainda não está garantido. Outros que vem sendo monitorado pelo departamento médico são o volante Alex Santana e o atacante Rodrigo Pimpão.

"Hoje foi o primeiro treino completo do Alex. Vou esperar o pós-treino, ainda não tive acesso aos números, mas entendo que existe possibilidade dele e do Carli atuarem, com eles treinando até segunda-feira. O Pimpão teve um desconforto, treinou à parte, mas também preciso dos números. Ele não treinou a semana inteira", explicou Barroca.

O treinador também não poderá contar com Cícero, suspenso por ter recebido o terceiro amarelo, contra o Corinthians. No lugar do meia, Barroca deve escalar Gustavo Bochecha. Outro nome que pode surgir no time titular é o do jovem atacante Lucas Campos, que entrou bem no segundo tempo, contra o Timão. 

Comentários