Os vídeos não vazam

Por O Dia

Dirigente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro se envolve em nova polêmica
Dirigente do Botafogo, Carlos Augusto Montenegro se envolve em nova polêmica -
O que Carlos Augusto Montenegro disse num vídeo particular, uma conversa com algum alvinegro que cobrava a derrota para o Vasco, retratou a realidade do que aconteceu no campo. O Botafogo tem dificuldades diante do tradicional adversário e o retrospecto mostra isso. O que afirmou com relação à qualidade dos jogadores, do mau humor do Autuori retratado nas mudanças efetuadas de forma pouco comum, as considerações sobre a crise financeira, tudo o que foi colocado, corresponde à realidade. Fosse numa entrevista, Montenegro talvez abordasse o mesmo assunto de outra forma. Fosse politico, talvez medisse as palavras. O que houve foi uma conversa reservada, tornada pública indevidamente. Áudios e vídeos não vazam, alguém os torna públicos. Montenegro sabe com quem falou, pode até ter saído de uma vídeo-reunião, quem sabe. Para os botafoguenses. não houve novidade. Para os citados, pode ser que provoque melindres.

URUBU NA MONTANHA

Domènec Torrent vai estrear em Libertadores e logo em Quito, na altitude de 2.850m. Jogando o que sabe, o Flamengo não deve ter grandes problemas para trazer os seis pontos dos dois jogos: o de amanhã, com o Independiente del Valle, e o de terça-feira, com o Barcelona, ao nível do mar em Guayaquil. Para os jogadores, atuar na montanha não é novidade. Quanto a Domenéc Torrent, pelo sim, pelo não, convém deixar ao seu lado a bombinha de oxigênio.

PEDALADAS

Thiago Neves vive um duro momento na carreira. Saiu do Grêmio por pressão da torcida e, depois de anunciado, teve negociação com o Atlético-MG interrompida pelo mesmo motivo.
O filho de apenas 10 anos do lateral Fagner recebeu ameaças de torcedores do Corinthians. O jogador disse que na próxima tomará medidas legais. Como na próxima? Já teria que ter tomado.

BOLA DENTRO

O trabalho de Guto Ferreira no Ceará merece análise mais detalhada. Dentro das limitações naturais, a equipe se mostra coesa e pronta para encarar qualquer um.

BOLA FORA

Pode ser que Neymar tenha razão e que Álvaro González, do Olympique de Marselha, o tenha ofendido, mas isso não o livrará do gancho por agressão, que pode chegar a sete jogos.

Comentários