Inglês: aprendizado foi adaptado

Redes tiveram que repensar formato e aulas sob demanda já fazem sucesso

Por O Dia

Maria Clara Pontes, de 23 anos, de Niterói, também ingressa em uma aula ao vivo com os colegas do curso de inglês
Maria Clara Pontes, de 23 anos, de Niterói, também ingressa em uma aula ao vivo com os colegas do curso de inglês -

Quatro meses após a pandemia ser decretada, novos modelos de cursos estão se consolidando: os 'sob demanda', com ambiente digital próprio e planos de estudo totalmente flexíveis; os 'live', com aulas ao vivo e online, sempre no mesmo horário, e os 'semipresenciais', em que o aluno faz atividades por meio de plataformas digitais e pode, futuramente, mesclar a rotina de estudos com aulas presenciais.

"Todos estão passando a entender os benefícios do estudo online e o espaço que esse tipo de iniciativa pode ter nas nossas vidas, para além do período de isolamento social. Por isso, acreditamos que novos formatos de aulas vão ser totalmente incorporados pelas instituições de ensino. Com novos formatos, é possível entregar um ensino de qualidade com a melhor conveniência para o aluno. Há quem não dispense o presencial e o modelo, claro, continuará existindo, o que muda é que haverá outras opções disponíveis para qualquer perfil de aluno", afirma a diretora de Mercado da Spot Educação, Cristina Cadore.

Aluno da Cultura Inglesa, Elves Estevam, de 29 anos, se adaptou facilmente às aulas online. "Me surpreendi positivamente com a forma como a aula é conduzida. Continuo participando bastante, como fazia no presencial. Antes, para marcar um horário com o professor, era preciso reservar uma sala. Agora, tem sido tudo agendado e feito digitalmente, a disponibilidade de horários é maior", afirma.

Maria Clara Pontes, de 23 anos, também ingressa em uma aula ao vivo com os colegas do curso de inglês, sempre no mesmo horário. "O maior desafio é gerenciar o tempo e ter disciplina. Mas tem o lado bom, claro. Nas aulas, consigo ouvir mais, pois cada um tem seu tempo de fala, e até percebo que estou conseguindo entender o que meus colegas dizem em inglês", diz a aluna da Cultura Inglesa.

Durante os três primeiros meses de isolamento social, o curso de inglês online Hyper English registrou crescimento de 120% em matrículas. O curso, para alunos a partir de 16 anos, oferece uma plataforma exclusiva que permite adequar os estudos ao tempo disponível e objetivo alcançado. Além do acesso a todo o conteúdo de aulas, o curso disponibiliza funcionalidades como: chat online para tirar dúvidas com professores; o 'Hyper Feed', que é uma seleção sempre atualizada de músicas, filmes e séries para treinar o idioma; e o 'Hyper Missions', que são desafios simples para inserir o inglês no dia a dia.

tipos de aulas

Live: Foi criado com a necessidade de migrar as aulas presenciais para o ambiente online. Os horários são sempre os mesmos, assim como a turma e o professor de cada módulo. Semipresencial: Uma aula é presencial para focar na conversação em inglês ou para reforço de conteúdo e esclarecer dúvidas. A outra aula ou o restante da carga horária do curso pode ser cumprida em uma plataforma online com aulas gravadas, bate-papo com professor e várias atividades. Online: O próprio aluno que guia o seu ritmo de estudos, usando apenas a plataforma online.

 

Comentários