Empreendedores do Brasil fazem imersão na China

Programa busca potenciais parceiros de negócios para startups brasileiras. Inscrições abertas

Por O Dia

O grupo de empreendedores que participou da última edição do StartOut Brasil: imersão em Toronto
O grupo de empreendedores que participou da última edição do StartOut Brasil: imersão em Toronto -
O programa StartOut Brasil, que leva startups brasileiras para uma imersão em Xangai, na China, está com inscrições abertas até o dia 26. Serão selecionadas 20 iniciativas, cujos empreendedores responsáveis irão passar por programa intensivo de capacitação entre os dias 1 e 6 de dezembro. Os interessados em participar devem preencher cadastro no site https://www.startoutbrasil.com.br/ciclo/xangai/.
Em Xangai, um do ecossistemas de negócios mais inovadores do mundo, os selecionados irão participar de treinamento de pitch internacional, estabelecer conexões com clientes, parceiros e investidores, visitar empresas, participar de workshops e de reuniões com potenciais parceiros de negócios.
O programa foi criado pelo governo federal com o objetivo de apoiar startups brasileiras na busca por novos mercados em países estrangeiros. Para Caio Megale, Secretário de Desenvolvimento da Indústria, Comércio, Serviços e Inovação do Ministério da Economia, a participação em uma missão de governo ajuda as startups a atrair a visibilidade e conseguir parceiros estratégicos.
"Esse auxílio do governo se faz necessário, pois muitas startups não se veem preparadas para fazer negócios em mercados externos e, quando estão, carecem de recursos, capacitação e conexões para enfrentar esse desafio", diz Caio Megale.
Segundo ele, a China é o maior parceiro comercial do Brasil desde 2009, e o governo de Pequim atua de maneira estratégica para fomentar ainda mais os negócios entre as duas potências.
Antes da China, o programa passou por Buenos Aires, Paris, Berlim, Miami, Lisboa, Santiago e Toronto.

Comentários