Chás: saúde para plantar em casa

Sugestões de plantas fáceis de cultivar em casa, com funções terapêuticas, ideais para o preparo de chás

Por O Dia

Consumo de chás pode ser opção barata para cuidar da saúde
Consumo de chás pode ser opção barata para cuidar da saúde -
Eu adoro chás! Todos os dias tomo uma xícara e esse hábito vem de família. Uma ótima dica para manter o bem-estar da mente e do corpo está nos chás. Cultivar em casa e consumir o que você plantou é uma ótima opção. Além de ser uma boa terapia, também é uma alternativa barata que ajuda a manter a saúde. 

Com o distanciamento social, importante no período de pandemia, ficar mais tempo em casa vem transformando nossa rotina. Por isso, muita gente está buscando novas atividades. E nada mais relaxante que plantar, preparar e saborear uma deliciosa xícara de chá.

Além de ser natural, apetitosa e versátil, essa bebida milenar pode trazer vários benefícios, entre eles o fortalecimento da imunidade. Confira as dicas do Bruno José Esperança, diretor da rede de floriculturas Esalflores, que preparou uma lista especial com sugestões de plantas fáceis de cultivar em casa, com funções terapêuticas, ideais para o preparo de chás.

Hortelã: muito comum e pode ser cultivada até mesmo em pequenos vasos, a hortelã melhora a digestão e alivia dores e náuseas. Além disso, pode minimizar coceiras e sintomas de gripe, sendo eficiente também para a melhora da saúde bucal.

Menta: possui efeito analgésico, reduz o enjoo, diminui os efeitos de tosses e dores de garganta, ajuda a reduzir o estresse e é indicada, também, para auxiliar em dietas de emagrecimento.

Erva-cidreira: muito comum em todas as regiões do Brasil, tem propriedades tranquilizantes que colaboram com a melhora na qualidade do sono, alívio da dor de cabeça, além de combater gases e ser muito boa para o sistema digestivo.

Boldo: uma das principais ervas medicinais para tratamento de problemas estomacais. Ajuda na digestão, melhora o funcionamento do fígado, reduz azia e auxilia no combate aos efeitos da gastrite.

Camomila: muito usada como um calmante natural, também traz benefícios para a digestão, diminui cólicas e alivia enjoos.

Losna: com ação anti-inflamatória, benéfica para o fígado, melhora a digestão, além de ser indicada para combater vermes.

Malva: recomendada para o alívio de dor de garganta, faringite e gastrite. Auxilia no tratamento de infecções e prisão de ventre, além de possuir efeitos contra aftas.

Sálvia: eficaz na diminuição de azia e cólicas menstruais e no tratamento de tosse e garganta inflamada. Pode colaborar, também, com redução da insônia e perda de memória.

Erva-doce: ajuda no combate aos problemas estomacais, reduz gases e diminui o inchaço, além de fortalecer a imunidade.

Cavalinha: traz benefícios para o funcionamento dos rins, diminui a retenção de líquido e ajuda no combate de aftas. Pode ajudar no controle da oleosidade da pele.

Manjericão: alivia dores, combate o mau hálito e ajuda no tratamento de problemas estomacais e respiratórios.

Aprenda a plantar em casa

O tema é plantar em casa e fazer uma pequena horta, por isso peguei truques com a bióloga do curso de Hortas Urbanas da Secretaria de Agricultura do RJ, Louise Schiatti.

- Montagem do vaso, que pode ser de diversos materiais (plástico, barro, cerâmica, latas, garrafas, galões). Faça furos na base para que ocorra a saída de água.

- Espalhe argila no fundo do vaso e cubra com a manta de drenagem, que impede a perda da terra durante a rega.

- Acrescente terra adubada até metade do vaso, deixando espaço para a muda a ser transplantada.

- Retire com cuidado a muda do vaso de origem. Após abertura do espaço no solo e o transplante, acrescente mais terra e aperte para que sua mudinha fique com boa sustentação.

Comentários