Vinícius Dônola revela bastidores de suas reportagens mais importantes na TV

Em 'Histórias das histórias que contei', jornalista revisita algumas das narrativas mais marcantes de sua carreira

Por O Dia

Vinícius Dônola lança livro sobre suas reportagens mais marcantes
Vinícius Dônola lança livro sobre suas reportagens mais marcantes -
Rio - Há mais de 30 anos à frente das câmeras, Vinícius Dônola já fez reportagens para emissoras como Manchete, Rede Globo e Record. De dentro de uma solitária em Bangu 1 ao cume do Mont Blanc, passando pelos confins da Antártida ou pelos embrenhados da Amazônia, o jornalista já entrevistou políticos, torturadores, anônimos e profissionais das mais vastas especialidades.
Anos depois dessa montanha-russa de acontecimentos, ele decidiu embarcar num novo desafio em seu ano sabático: traduzir em palavras tudo que foi gravado e, principalmente, tudo que ficou por trás das câmeras.
Em 'Histórias das histórias que contei', ele relembra casos marcantes, como a premiada denúncia da execução de um fugitivo pela polícia, à luz do dia, em frente a um movimentado shopping do Rio de Janeiro na década de 1990. Ou quando, ao se debruçar sobre o assassinato da vereadora Marielle Franco, descobriu que a arma utilizada no crime era diferente da considerada inicialmente pela investigação. Dônola, que dedica a obra a todos os cinegrafistas que o acompanharam, narra sua jornada com detalhes que transportam o leitor para o momento do acontecido, fazendo de cada um de nós mais um integrante no front de notícias.

Comentários