Para fazer bonito com a natureza

Especialista aponta as principais tendências para aproveitar o Carnaval com consciência ecológica

Por O Dia

Roupas coloridas e ruas amontoadas no embalado do samba anunciam a chegada do Carnaval. O Rio de Janeiro já está no clima dos foliões mas, por trás da beleza de fantasias, o alarme insustentável. Segundo a Comlurb, em 2019 foram coletadas 1.227 toneladas de lixo durante toda a operação de Carnaval. Para 2020, o conselho é procurar se divertir sem se esquecer da sustentabilidade.

Todos os anos, a conta é a mesma: uma festa para milhões que deixa um saldo negativo para meio ambiente, sociedade e saúde pública. "O cuidado com o meio ambiente deve existir durante o ano todo, mas o Carnaval é um momento ímpar. Nesse período, a quantidade de resíduos gerada alcança um pico muito acima do normal, então devemos fazer tudo o que pudermos para evitar o descarte incorreto desses resíduos", explicou Fernanda Iwasaka, analista de conteúdo do Instituto Akatu.

Folia consciente

O primeiro vilão é o querido glitter. Depois de retirado o brilho, sua composição de microplástico afeta todo o ecossistema marinho e, indiretamente, o organismo humano. Uma alternativa sustentável é o glitter biodegradável, feito de minerais naturais. Na hora das fantasias, Iwasaka recomenda usar a criatividade para reutilizar trajes de outros anos ou customizar uma roupa antiga. 

Na rua, o problema é o descarte irregular de lixo, e a especialista tem a resposta. "As alternativas são carregar o próprio copo reutilizável ou tentar carregar o resíduo dentro de uma sacola para descartar corretamente", afirmou. Na hora de comprar bebidas, ela recomenda latas de alumínio, porque, além de ser mais valorizada para reciclagem, a coleta ajuda na renda de milhares de pessoas.  

Em Cabo Frio, a 'Ecofolia' dá o tom

A preocupação com o meio ambiente não brilha apenas nos blocos cariocas. Este ano, o Carnaval de Cabo Frio, na Região dos Lagos, levará a ideia às ruas: serão 28 blocos com temas relacionados à sustentabilidade, a nova 'Ecofolia'. A parceria entre a Associação de Blocos e Atividades Carnavalescas de Cabo Frio (Abaccaf), a prefeitura e o Movimento Onda Forte garante a festa com consciência. 

"A ação sustentável tem como objetivo orientar os foliões quanto ao impacto do lixo nas ruas e nas praias. Com a participação da população, o Carnaval será maior e mais bonito do que no último ano",  informa Joir Reis, presidente da associação. 

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia

Comentários