Claudia Raia: 'O aplauso do público é a minha recompensa'

Em entrevista à coluna, atriz falou um pouco da carreira, vida pessoal e de seus próximos trabalhos

Por O Dia

Claudia Raia
Claudia Raia -

CLAUDIA RAIA está toda prosa com sua Lidiane em 'Verão 90'. Para dar vida à personagem que tanto a encanta, a atriz fez um compilado de personalidades e características de amigos e familiares para deixar a protagonista da trama ser de tudo um pouco. Além da novela, a artista está atualmente no elenco de jurados do 'Show dos Famosos', do 'Domingão do Faustão', e ainda se prepara para estrear ao lado do marido, Jarbas Homem de Mello, o espetáculo 'Conserto para 2', no segundo semestre deste ano. Na entrevista abaixo, Claudia fala um pouco sobre ser artista, revela a possibilidade de engravidar de novo e ainda comenta sua relação com os filhos.

Qual o seu maior desafio em fazer a Lidiane?

Lidiane é uma mulher tipicamente brasileira, que acredita na vida, que tem fé, que acredita que o perrengue vai passar e que, no dia seguinte, teremos um céu azul com um lindo sol brilhando. É uma personagem de comédia sofisticadíssima, uma mulher que tem uma loucura interna, o que faz com que a personagem seja extremamente rica em termos de nuances, de tom. Então, para mim, como atriz, é um presente, que me dá possibilidade de ir de A a Z. Da alta comédia à bagaceirice, ao drama, ao choro, ao amor de mãe acima de qualquer coisa. O maior desafio, para mim, é fazer essa mulher cheia de nuances e cores de uma forma crível. Lidiane é uma mulher como tantas outras, mas que, mesmo com as dificuldades, não deixa energia cair.

Você e a Lidiane tem algo em comum?

Temos esse pacto com a felicidade. E, claro, a paixão pelos filhos. Eu sou apaixonada pelos meus e faço tudo por eles. Não sou uma Lidiane que quer fazer escolhas pela filha (risos). Ao contrário! Quero que eles sejam livres para fazerem o que os fazem felizes. E tem também a persistência. Lidiane vai atrás, corre atrás das coisas, não desiste fácil. Ok, que ela faz tudo errado, que mete os pés pelas mãos (risos). Eu também sou muito persistente e focada. Quando eu quero algo, traço uma linha e vou em frente.

Como está a repercussão da sua personagem nas ruas?

Olha, as pessoas estão gostando muito dela, acham Lidiane engraçada. E o mais legal do público, eu tenho muito isso (risos), as pessoas vem conversar comigo como se fossem minhas amigas de anos. Jarbas (Homem de Mello, marido da atriz) até brinca que para pegar um voo tenho que chegar com horas de antecedência, porque eu vou falando com um por um (gargalhadas). Mas eu acredito que tem que ser assim. Eu sou muito grata ao público que me prestigia nesses mais de 30 anos de carreira. E eles querem saber o que vai acontecer na novela, alguns falam que tenho que dar mais liberdade para Manuzita (papel de Isabelle Drummond)... Olha, é papo, viu!

Como foi a sua preparação para a Lidiane?

Minha preparação tem muito a ver com o texto das nossas autoras, que já vinham com muitas informações. Somado a isso, eu adoro pesquisar, pensar na composição... Na Lidiane tem várias pessoas. Tem alguns amigos meus cariocas, que eu amo. A Lidiane é muito carioca, e eu não sou. Tem muito dos meus filhos, que falam puxando o 's'. Tem um pouco da minha assessora de imprensa que também é bem carioca e eu imito. Tem o 'tudubom' que é da Tatá Werneck. O 'horroroso' de Lidiane é uma homenagem ao Gilles, meu maquiador da vida inteira, meu pai postiço. Tem um pouquinho de cada um. A criação do figurino, a prova de roupa, também traz informações importantes para a personagem.

Planeja ter mais filhos?

Não descarto engravidar novamente. Se eu quiser, sei que é algo possível sim. Minha saúde está 100%, tenho óvulos congelados... É importante ressaltar que a mulher de 50 anos de hoje não é aquela mulher de 50 de 30 anos atrás. Estamos no nosso melhor momento. Mulheres de 50 estão no seu auge, amor, estabilizadas financeiramente, afetivamente e, mais do que isso, experientes, sábias. Eu tenho um exemplo disso! Minha mãe me teve aos 44. E isso foi há 52 anos. Tudo é possível. Eu sou muito realizada com Enzo e Sophia. Mas, se sentir esse desejo, encararia de coração aberto. Ser mãe é meu melhor papel.

Você estreou na TV aos 17 anos. Pensa em parar?

Podem esperar sentados eu me aposentar (risos). Não penso em parar não! Costumo dizer que entrei no segundo ato da minha vida e, amor, eu só trabalho com megaprodução (gargalhadas). Os próximos anos prometem e eu quero viver eles intensamente. Eu amo produzir, criar, estar ativa. E se depender de mim, eu vou morrer lá pelos 115 anos, no palco, dançando e atuando. Parar não faz parte do meu vocabulário. Nem tenho roupa para uma possível aposentadoria (risos).

O que mais te motiva a continuar com a carreira de atriz?

Assim como eu preciso respirar, eu preciso estar atuando, dançando... É algo muito maior, difícil até de explicar. Eu sou muito apaixonada pelo o que eu faço. Quando criança, eu lembro que prestava atenção na aula, porque queria dançar e não podia tirar nota baixa. Se tirasse, minha mãe não me deixaria dançar. Só tirava notas boas. Desde pequena, sabia que eu pertencia ao palco. O aplauso do público é a minha recompensa.

Seus filhos nunca pensaram em seguir os mesmos passos que os pais famosos?

Eu sempre os deixei bem livres para escolherem. Não quero filho meu escolhendo uma profissão para agradar a mim ou ao pai. Profissão é algo sério. E nada melhor do que você fazer aquilo que ama. E Enzo e Sophia sabem que os pais trabalham com o que amam. E o que nós desejamos é isso para os dois. É claro que eles sempre tiverem contato com arte, porque essa é a nossa realidade, mas sempre deixamos claro isso para eles: a decisão é dos dois. Enzo está muito feliz, fazendo administração, muito talentoso. Sophia está estudando.

Na sua relação com o Jarbas, quem é mais ciumento?

O Jarbas (risos). Ele é mais ciumento. Eu também sou um pouquinho. Posso dizer que a gente se complementa. E um ciuminho, bem dosado, é bom também. Temos muito em comum. Somos muito parceiros, temos os mesmos assuntos, referências... E confiamos também demais um no outro.

E com seus filhos? Você é ciumenta?

Não sou ciumenta. De verdade. Primeiramente eu sou mãe. O que isso significa? Que eu aconselho, às vezes falo coisas que não gostam tanto (risos), mas tenho que orientar. Mas eu sou amiga também. Tenho um diálogo com os dois, é algo que eu acredito e mantenho na nossa relação. Mas a última palavra é a minha (gargalhadas).

Como é a Claudia Raia versão sogra?

Muito tranquila. O que eu quero é ver os meus filhos felizes. Se eles estão, eu também estou. Enzo está namorando uma menina que é uma graça, uma querida a Victoria. Feliz pelos dois.

Você é muito elegante. Sempre foi assim?

Eu acho que fui apurando o meu gosto, o meu conhecimento por moda. Mas eu acho que a minha elegância mesmo, de fato, tem muito a ver com o balé. Sempre fui disciplinada, é preciso ter um conhecimento do corpo. Mas fico lisonjeada por você me achar elegante (risos).

De zero a dez, quanto você é vaidosa?

Eu sou vaidosa sim. Preocupada com a minha saúde, com o que como, faço exercícios, cuido da pele. Diria uns 7. Pode colocar 8 (risos).

Quem te inspirou a ser o que você é hoje?

Minha mãe. Ela foi e é um grande exemplo para mim. E é um amor imenso que sinto por ela. Minha mãe sempre foi aquela mulher que liderava a família, que nos guiava pelos caminhos. Ela me ensinou o que eu sei sobre ser forte e corajosa. E sem perder a doçura. Foi uma grande matriarca.

Qual é o segredo para manter esse corpão aos 52 anos?

Não existe segredo. Existe esforço mesmo (risos). Mas assim, eu estou só colhendo os frutos de uma vida inteira de cuidados. Eu sempre me alimentei bem, sempre me exercitei... Na minha casa, por exemplo, não entra enlatado. São escolhas que eu fiz ao longo dos anos. Levo minha marmita para o trabalho, sempre que posso, eu malho, faço aulas de dança.

O que é mais difícil de julgar no 'Show dos Famosos'?

Tudo! Tenho só grandes artistas, todos profissionais. Não é uma tarefa fácil. Mas é engraçado, porque existe um plus, algo que é quase imperceptível aos olhos... e é isso que faz a diferença.

Quando veremos Claudia Raia no teatro ou no cinema novamente?

No teatro, em breve! Estou produzindo uma comédia musical em que vou atuar ao lado do Jarbas no segundo semestre. É um texto da Ana Toledo e se chama 'Conserto para 2' (com 's' mesmo). Minha ideia é fazer uma produção menor, mas sabe como eu sou, né? (gargalhadas). Quero viajar com esse trabalho por todo o país. Quero ir para Portugal também e para os outros países que tenham colônia brasileira.usical em que vou atuar ao lado do Jarbas no segundo semestre. É um texto da Ana Toledo e se chama 'Conserto para 2' (com 's' mesmo). Minha ideia é fazer uma produção menor, mas sabe como eu sou, né? (gargalhadas). Quero viajar com esse trabalho por todo o país. Quero ir para Portugal também e para os outros países que tenham colônia brasileira.

Comentários