Estação Primeira de Mangueira nega e 'repudia' informação sobre ex-dirigentes no comando da escola

Após nota desta coluna, apontando os ex-presidentes Elmo dos Santos e Álvaro Luiz como verdadeiros comandantes da escola, Mangueira se preocupou em 'repudiar' a informação.

Por O Dia

Foto do evento
Foto do evento -

A Estação Primeira de Mangueira se deu ao trabalho, na manhã desta quarta-feira, 30/01, de emitir uma nota, dizendo "repudiar" (que no dicionário significa Ação ou efeito de repudiar, de rejeitar, de manifestar recusa: repúdio aos mentirosos) uma informação dada por este colunista sobre o novo comando da agremiação. Pois bem, vamos às informações. 

A escola de samba diz em sua nota: "A Estação Primeira de Mangueira repudia veementemente a nota publicada por esta coluna do Leo Dias, no Jornal O Dia de hoje (30/01), que atribui aos seus ex-presidentes Elmo dos Santos e Álvaro Luiz Caetano o comando atual da agremiação. A informação falta com a verdade e contradiz o estatuto da instituição, que respeitou o voto de seus associados ao passar a direção da instituição ao vice-presidente eleito, Aramis Santos, no impedimento do presidente Chiquinho da Mangueira. A Mangueira informa ainda, que os ex-presidentes citados sempre estiveram ao lado da atual gestão como colaboradores ao longo desses quase seis anos de mandato, e que não seria diferente neste momento, assim como outros diretores e mangueirenses que integram um grupo de trabalho sob a direção do presidente Aramis Santos. Todos unidos, trocando experiências em prol da Mangueira e do grande carnaval que será apresentado pela escola na Sapucaí."

Relembrando, este colunista, sobre o assunto, havia publicado: "Com a prisão do presidente da Mangueira e deputado estadual Chiquinho da Mangueira (PSC), quem manda na Verde e Rosa são dois ex-dirigentes da escola: Álvaro Luiz Caetano, o Alvinho, e Elmo José dos Santos. Os dois comandaram a agremiação nos anos 90 e 2000."

Com todo esse esforço da Estação Primeira de Mangueira, que se preocupou tanto em enviar uma nota para a imprensa, somente para "repudiar" algo escrito nesta coluna, podemos concluir que Carnaval da agremiação está bastante adiantado, não é mesmo? Força, Mangueira! 

Comentários