Gisele Bündchen revela detalhes da Síndrome do Pânico

Modelo confessou que não usava o elevador com medo de sufocar

Por

Gisele em um ensaio fotográfico
Gisele em um ensaio fotográfico -

Em entrevista ao programa 'Good Morning América', na manhã desta terça-feira, Gisele Bündchen revelou detalhes da sua síndrome do pânico à apresentadora Robin Roberts. A top lembrou o início da doença, quando ela ainda estava na casa dos 20 anos, e o quanto a síndrome transformou sua vida, uma vez que na busca pelo tratamento, médicos sugeriram o uso de medicamentos, coisa que ela não era a favor. Foi então que Gisele resolveu mudar seus hábitos de vida como melhorar a alimentação e praticar alguns exercícios. "A yoga e a meditação me salvaram", revelou ela. Muito emocionada, Gisele chorou algumas vezes ao relembrar o quão grave foi a doença. "Desculpa... até hoje eu choro quando falo sobre isso. Era tão grave que eu morava no nono andar e não conseguia subir pelo elevador, porque eu achava que ia sufocar. Então subia sempre os nove andares de escada", completou.

Comentários

Últimas de Leo Dias