Entenda a ligação do ditador da Guiné Equatorial com a Vai Vai

Teddy Nguema iria patrocinar o enredo da agremiação se não tivesse seus bens apreendidos pela Polícia Federal

Por

Teddy Nguema
Teddy Nguema -

Aos poucos a história sobre a ligação da Guiné Equatorial com a escola de samba Vai Vai, de São Paulo, começa a aparecer. Em uma reunião na Fábrica de Samba, na semana passada, entre o atual presidente da Vai Vai, Darly Silva, o Neguitão, (que assim como o ditador da Guiné, quer se manter por muitos anos no poder), e a oposição à seu mandato, Neguitão disse abertamente que parte do que foi apreendido pela Polícia Federal iria para a agremiação, até porque, segundo o próprio presidente disse abertamente, um dos carros alegóricos do Carnaval 2019, irá homenagear a Guiné Equatorial no enredo "Vai Vai, o Quilombo do Futuro".

Comentários

Últimas de Leo Dias