Parceria entre Romário e Max Lemos mira 30 das 92 prefeituras do estado

Chefão do Podemos e deputado estadual emedebista trabalham por eleição municipal do ano que vem

Por Maria Luisa de Melo

Parceria entre Romário e Max Lemos mira 30 das 92 prefeituras do estado
Parceria entre Romário e Max Lemos mira 30 das 92 prefeituras do estado -

A dobradinha do senador Romário (Pode) com o deputado estadual Max Lemos (MDB), de olho nas eleições municipais do ano que vem, servirá para 30 das 92 cidades fluminenses. Depois de a Coluna anunciar, no dia 29 de maio, a parceria do chefão do Podemos com o emedebista, outros dois nomes foram confirmados ontem. Em Campos, depois de conversas do Podemos com o deputado federal Wladimir Garotinho (PSD), decidiu-se por Caio Viana (PDT). Ele já foi candidato à Prefeitura de Campos, em 2016, ficando em terceiro lugar. A escolha não teve influência de Max, que não dispõe de base na cidade. A outra aposta confirmada vem de Japeri, com Januário (MDB) - suplente do vereador Guigo da Padaria (MDB).

ATRÁS DO ESPÓLIO DO MDB NO ESTADO

Max - que está de malas prontas para o PDT - não admite, mas a Coluna apurou que o foco da dupla são as Prefeituras que hoje pertencem ao MDB. Ao todo, são nada menos que 23. Após tantas prisões, a legenda de Cabral e Picciani está à deriva. A prioridade serão nomes do PDT e do Podemos, mas nem sempre será possível à dupla Romário-Max lançar candidatos próprios. A Coluna apurou também que as conversas estão adiantadas em cidades do Noroeste e Sul Fluminense.

HOMENAGEM CONTA SÓ COM CINCO VEREADORES

Era para ser uma homenagem da Câmara, mas só cinco vereadores apareceram, ontem, para prestigiar o vice-presidente da República, Hamilton Mourão. Marcaram presença Tânia Bastos (PRB), Matheus Floriano (DEM), Luiz Carlos Ramos Filho (Pode) Wellington Dias (PRTB) e o presidente da Casa, Jorge Felippe (MDB). Carlos Bolsonaro (PSC), que recentemente travou uma guerra ao general, foi embora assim que seu desafeto chegou à Câmara. Em tempo: jornalistas foram impedidos de entrar.

HOSPITAL NÃO PAGA SALÁRIOS HÁ TRÊS MESES

Funcionários do Hospital Espanhol, na Rua do Riachuelo, denunciam três meses de salários atrasados. A falta de pagamento, segundo a denúncia, atinge diversos profissionais, entre médicos e auxiliares de serviços gerais. Uma das funcionárias, que pediu para não ser identificada, conta que não há sequer um posicionamento da administração da empresa. Procurada, a direção do hospital não se manifestou sobre o problema.

PASTOR MORTO SERIA CANDIDATO

Segundo a Coluna apurou junto ao PSD, o candidato do partido à Prefeitura de São Gonçalo seria o pastor Anderson do Carmo de Souza, assassinado no último domingo. E não sua mulher, a deputada federal Flordelis.

REDUÇÃO DE ICMS EM PAUTA

A Alerj vota hoje, em discussão única, o projeto de lei que determina a redução do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre o etanol em oito pontos percentuais. De 32% para 24%.

SEM LEI NA PACATA ILHA DE PAQUETÁ

Os moradores da sossegada Ilha de Paquetá se dizem com saudade da ordem e da tranquilidade antes vivida ali. Uma das reclamações diz respeito à quantidade de cachorros soltos, principalmente os pitbulls que passeiam sem coleira.

FUNK ALTO NA PRAÇA DAS BARCAS

Nos finais de semana, a reclamação é sobre o funk nas alturas que rola na Praça das Barcas e vem atrapalhando o sono da população. E não é por falta de PMs e guardas que, tranquilamente, acompanham a desordem.

RECAUCHUTAGEM NA FROTA

O governador Wilson Witzel entregará, hoje, 680 motocicletas para a PM. Vinte e seis picapes para transporte de presos e oito ambulâncias também estão na lista. O legado é da intervenção federal.

PICADINHO:

- Hoje, acontece a primeira aula aberta do Curso de Políticas Públicas 2019. Às 13h30, na Biblioteca Parque Estadual.

- Dia 24, o Carioca Shopping promove seu Baile Dançante Junino. Das 15h às 19h, na Praça de Alimentação.

- A parceria da Unicesumar (Barra) com o projeto 'Terapia pra tds' oferece terapia e cursos a preços especiais.

SOBE - NOVO PRESIDENTE DO BNDES - Gustavo Montezano substitui Joaquim Levy na presidência do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico.

DESCE - NEYMAR - Justiça brasileira bloqueou 36 imóveis do jogador por conta de uma dívida milionária com a Receita Federal.

Comentários