Presença muito forte da igreja impede crescimento da Record

Por Flavio Ricco

Os últimos resultados da Record não são nada bons e o SBT, como seu principal concorrente, sem maiores investimentos, vai se consolidando na vice-liderança.

Mas aí vem a pergunta: será que, por parte da Record, existe mesmo interesse em fazer televisão de verdade? Ou a intenção primeira, a que está por trás, não é encher as cadeiras da Igreja Universal?

O questionamento tem toda uma razão de ser, porque a sua própria linha de programação não nos permite outra conclusão.

A teledramaturgia, em sua parte principal, está fincada em bases religiosas. Uma pregação encenada, assim como boa parte do jornalismo tem, como princípio, priorizar o lado calamitoso dos acontecimentos. Quanto pior e desastroso, melhor.

Um procedimento que nem o seu entretenimento escapou, levando alguns programas a sempre colocar as adversidades da vida em primeiro lugar. Mas nada que as anunciadas “sessão de descarrego” ou “fila dos milagres” não possam resolver. E aí se conclui: é a Record cada dia mais sendo igreja e a igreja cada vez mais dentro da Record.


Por que não?

Agora já foi, mas a Globo poderia, no episódio Dony De Nuccio, tomar todas as decisões que entendia cabíveis, mas sempre priorizar o respeito ao telespectador.

Em nenhum momento, pelo menos até aqui e para quem assiste ao jornal, foi dada qualquer satisfação sobre o sumiço dele. Sandra Annenberg ficou lá sozinha e pronto. Depois virá a Maju e pronto também.



Tudo diferente

Em julho de 2017, quando decidiu se afastar e tomar outros caminhos na vida, Evaristo Costa teve espaço para uma merecida despedida.

Está certo que a situação de um não tem a ver com a do outro, mas não custava nada explicar alguma coisa.



Aí não

Nilton Travesso estava com todo projeto pronto, mais de meio caminho andado, para iniciar a produção do filme de “Éramos Seis”. A versão do SBT, vale lembrar, teve a direção-geral dele.

Mas acabou desistindo, parando com tudo, quando a Globo decidiu fazer uma outra versão da novela.



Situação curiosa

Até aqui pelo menos, “A Dona do Pedaço” está longe de se situar entre os melhores trabalhos do autor Walcyr Carrasco.

Mas o interessante é que, mesmo entre tramas absurdas e repetições, além de outras que não têm nada a ver, a sua audiência continua lá em cima. Batendo recordes quase todas as semanas.



Quebra-cabeça

Os resultados de “A Dona do Pedaço”, sempre com altos registros, muito se devem ao hábito criado pelo telespectador em assistir à Globo neste horário.

Independentemente do que está no ar, se é uma novela boa ou ruim.



Convocação

O SporTV vai transmitir, ao vivo, a convocação da seleção brasileira nesta sexta-feira, a primeira após a Copa América, para os amistosos contra a Colômbia, em Miami, 6 de setembro, e Peru, dia 10, em Los Angeles.

A Globo vai acompanhar, mas para os seus programas e telejornais.



Rodízio

Ainda a propósito do SporTV, a partir de segunda-feira, e nas próximas duas semanas, o “Fala Muito!” contará com participações especiais na sua ancoragem durante as férias do titular Lucas Gutierrez.

Ana Thaís Matos, Caio Ribeiro, Grafite, Leo Batista, Paulo Nunes, Régis Rösing e o Cartolouco Lucas Strabko se revezarão no programa.



Está vendido

O Bradesco comprou a cota de patrocínio do “Jornal das 10”. Novo informativo da Band, que terá apresentação de Rafael Colombo.

Agora, resolvido este assunto, a data de estreia será fixada.



Corrida de rua

Com apoio da Record e iniciativa do jornal Tribuna, a 9ª edição da Meia Maratona de Ribeirão, maior corrida de rua de Ribeirão Preto(SP), está confirmada para o próximo dia 25, com largada às 6h da manhã.

Desta vez em um percurso novo e divisão de faixa etária nos 21 km.



Quem explica?

Curioso esse caso da Laura Cardoso na Globo. Aos 91 anos, ela está brigando para entrar na novela “A Dona do Pedaço”, do Walcyr Carrasco. Já mandou vários recados pela imprensa.

Só que na outra ponta, e aí vai de cada um, temos jovens atores da própria emissora curtindo anos de férias. Até “agradecendo” não ser escalado nas próximas novelas. Alguma coisa não está errada?!


Sem sustos

Os atores Romulo Estrela e Grazi Massafera nos bastidores de “Bom Sucesso”, novela das sete da Globo.

Escrita por Rosane Svartman e Paulo Halm, a produção já é um dos destaques da teledramaturgia da casa.



Bate – Rebate

· “Topa ou Não Topa”, da Patrícia Abravanel, não será um programa de temporada...

· ... Mas um produto fixo da grade...

· ... Como dado curioso: este formato já foi produzido em mais de 80 países, totalizando 340 temporadas.

· Aliás, em se tratando de SBT, o “Programa Silvio Santos”, todos os domingos, é encerrado com a exibição de pegadinhas...

· ... Algumas com bem mais de 20 anos de vida...

· ... E vários dos seus artistas faleceram há muito tempo...

· ... Ruth Romcy e Gibe, por exemplo.

· Dimara Oliveira, da BandNews FM – BH, estreou o programa “Fair Play”, que agora vai ao ar todos os sábados, 16h, com a proposta de destacar o esporte mineiro…

· ... E, segundo ela, com muito bastidor interessante.

· Mara Maravilha, liberada pelo SBT, participa do “Mega Senha” da Rede TV! neste sábado.



C´est fini

Direção da Band vai se reunir para estudar possíveis modificações na programação das manhãs.

A audiência muito ruim, sempre abaixo de um ponto, tem comprometido os resultados comerciais. E todos sabem da importância de intervir rapidamente para não aumentar o tamanho do prejuízo.



Então é isso. Mas amanhã tem mais. Tchau!  

Comentários