PF conclui pela segunda vez que Adélio agiu sozinho na facada contra Bolsonaro

Inquérito da Polícia Federal aponta não há mandante no crime cometido por Adélio Bispo; PF ainda deve realizar perícia no celular do advogado do pedreiro para colher mais resultados

Por IG - Último Segundo

Esfaqueador do presidente Jair Bolsonaro, Adélio Bispo
Esfaqueador do presidente Jair Bolsonaro, Adélio Bispo -
São Paulo - A Polícia Federal (PF) chegou ao resultado parcial do segundo inquérito sobre o atentado contra o então deputado Jair Bolsonaro, durante a campanha presidencial de 2018, e chegou a conclusão que Adélio Bispo agiu sozinho, sem mandante.

O relatório produzido pela PF contém mais de 300 páginas e foi enviado para a Justiça Federal . Os investigadores da Polícia Federal esperam por autorização judicial para fazer perícia no celular de Zanone Oliveira, advogado de Adélio, par avançar no caso.

O relatório produzido pela Polícia Federal realizou quebras de sigilo bancário, fiscal, de telefone e buscas e apreensões para chegar a conclusão de que Adélio agiu sozinho. 

Comentários