Evangélicos de Trump a caminho do Planalto

Movimento religioso ligado à Casa Branca se aproxima do governo de Jair Bolsonaro

Por Juliana Mentzingen

Movimento religioso ligado à Casa Branca se aproxima do governo de Jair Bolsonaro
Movimento religioso ligado à Casa Branca se aproxima do governo de Jair Bolsonaro -

Um movimento religioso ligado ao presidente norte-americano Donald Trump está a caminho de Brasília. Na quinta-feira pela manhã, o pastor Ralph Drollinger se reúne com parlamentares na Câmara dos Deputados para estreitar laços políticos. O Capitol Ministries, o Ministério do Capitólio, em tradução livre, foi criado com base em uma referência ao Congresso Nacional dos Estados Unidos. O movimento dedicado à evangelização de políticos se articula para fortalecer os laços entre a política, a religião e Donald Trump no Planalto.

O primeiro grupo de estudos bíblicos foi fundado na Casa Branca em 2017. Do ano passado para cá, criou tentáculos em cinco países latino-americanos, influenciando políticos no México, Honduras, Paraguai, Costa Rica e Uruguai. A estratégia para ganhar espaço no meio político no Brasil passa diretamente pelo pastor Raul José Ferreira Jr. Ele foi indicado para conduzir os estudos no Senado e na Câmara pelo diretor regional do grupo no país, o pastor Giovaldo Freitas.

Como parte da estratégia de conquista de território no meio político, o grupo se aproximou do deputado federal Sóstenes Cavalcante (DEM-RJ), membro atuante da Frente Parlamentar Evangélica na Câmara. Há dez dias, ele recebeu o pastor Raul em seu gabinete, em um encontro pautado em discussões religiosas. "É um intercâmbio do parlamento brasileiro com o parlamento americano evangélico. Estamos trocando informações, conceitos e experiências políticas. O primeiro passo do movimento no Brasil é evangelizar figuras públicas relacionadas à política e ao mundo das autoridades", revela.

O senador Zequinha Marinho (PSC/PR), também da Bancada Evangélica, está articulando a vinda de Drollinger ao Congresso. "Há uma reserva para fazer uma reunião no auditório do Senado. Mas estão tentando levar a reunião para o Planalto. Possivelmente para que Bolsonaro possa participar", antecipa Sóstenes.

POLÍTICOS DO PRIMEIRO ESCALÃO

O lema revela a intenção do movimento: "Nós ficamos longe da política e nos concentramos nos corações dos líderes". A ideia é disseminar a visão cristianista de Drollinger aplicada à política, com uma estratégia ambiciosa manifestada pelo slogan do grupo, que prega: "First the firsts". Em tradução livre, a frase revela a ambição de chegar aos políticos de primeiro escalão. "Com essas pessoas com relevância, a gente pode mudar o destino da nossa nação", revela o pastor Raul José Ferreira Jr. "O movimento está levando a palavra de Deus ao coração das autoridades", explica o deputado federal Roberto de Lucena (Podemos-SP), pastor da Igreja o Brasil para Cristo e um dos apoiadores do grupo no Brasil.

 

Comentários