Nova Triumph Daytona terá motor baseado em modelo usado na Moto2

Única esportiva fabricada pela marca britânica terá vendas limitadas a 1.530 unidades

Por O Dia

Esportiva tem visual inspirado em modelo usado na segunda divisão da MotoGP
Esportiva tem visual inspirado em modelo usado na segunda divisão da MotoGP -

Rio - A Triumph revelou na semana passada os primeiros detalhes da nova Daytona. De acordo com a britânica, o modelo esportivo de produção terá um motor três cilindros de 765 cc derivado da Moto2. O design também trará as mesmas linhas vistas na moto feita exclusivamente para competições. A apresentação oficial do modelo deve acontecer no próximo ano.

A versão de produção da moto usada na Moto2 chegará, basicamente, com o mesmo design do modelo feito para as pistas. O que muda é a adoção de elementos necessários para rodar nas ruas, como faróis, painel de instrumentos e espelhos. Aliás, tudo indica que a novidade se chamará Daytona Moto2 765 Limited Edition.

Ainda segundo dados revelados pela marca britânica, serão produzidas apenas 1.530 unidades da esportiva de rua. Desse total, 765 devem ir para a Europa e Ásia e a outra metade para Estados Unidos e Canadá. Cada um dos exemplares também receberá uma plaqueta. Se tudo ocorrer como o previsto, a apresentação oficial da nova Daytona acontecerá na etapa Silverstone, no Grande Prêmio da Inglaterra, no dia 23 de agosto.

Apesar de a Triumph não ter revelado informações técnicas sobre o modelo, sabe-se que o motor será o mesmo três cilindros 765 cc das motos usadas no Moto2. Nas pistas, o propulsor rende 140 cv.

Em sua antiga versão, que, inclusive, era vendida por aqui, a Daytona tinha motor de 675 cc. O propulsor era capaz de entregar até 128 cv e torque de 7,5 kgfm. O modelo era vendido em duas versões: Daytona e Daytona R.

 

Galeria de Fotos

Esportiva tem visual inspirado em modelo usado na segunda divisão da MotoGP Divulgação
Daytona Triumph Divulgação