Morre artista plástico Francisco Toledo

Ele era um dos artistas mexicanos de maior reconhecimento internacional

Por AFP

México - O artista plástico mexicano Francisco Toledo, célebre por suas obras de profundo conteúdo e denúncia social, além do ativismo em defesa do meio ambiente, morreu nesta quinta-feira, aos 79 anos.
"A arte está de luto. Faleceu o mestre Francisco Toledo, grande pintor e extraordinário promotor cultural, autêntico defensor da natureza, dos costumes e das tradições do nosso povo. Descanse em paz", escreveu o presidente mexicano, Andrés Manuel López Obrador, no Twitter.
Natural da cidade de Juchitán, estado de Oaxaca, Toledo era um dos artistas mexicanos de maior reconhecimento internacional, com obras expostas em Nova York, Paris, Londres e Tóquio, entre outras.
"Não sou adivinho, mas acredito que a realidade deste país não muda (...). A realidade do país é cada vez mais dramática", disse o artista à AFP em agosto de 2017, ao ser questionado sobre os horrores da violência que atinge o México.
Em 2015, na mostra denominada "Luto", Toledo optou por desenvolver um conjunto de peças de cerâmica onde a cor dominante era o vermelho sangue.
"Não acredito que a arte seja uma tábua de salvação ou sirva de consolo. O povo sofre com o desaparecimento de seus familiares, torturas e tudo mais. Não acredita nem na poesia e nem na arte".
O Instituto Nacional de Belas Artes e Literatura do México (INBAL) recordou especialmente seu caráter "apaixonado", seu grande legado artístico e sua "ética contestatária exemplar".
"Condolências a sua família, amigos e comunidade artística", escreveu o INBAL nas redes sociais.
 

Comentários