Leo Dias

Wesley Safadão rebate críticas de sua ex-mulher Mileide Mihaile

"O problema nunca foi dinheiro", disse o cantor.

Atualizado às 11/09/2018 14:15:11

A briga familiar entre Wesley Safadão e sua ex-mulher Mileide Mihaile está mesmo longe de acabar. Na manhã de hoje, Safadão rebateu o desabafo de sua ex que foi publicado nos stories de seu Instagram, na noite de ontem. Após as declarações do cantor via stories, a assessoria dele emitiu uma nota de esclarecimento: 

"Em desabafo em seu Instagram, na manhã de hoje, Wesley explicou para os fãs, por meio de stories, sobre algumas polêmicas em que o nome de sua família esteve envolvida nos últimos meses. Ele iniciou as gravações reforçando que nunca deixou e nunca vai deixar faltar nada para seus filhos. "O problema todo que aconteceu nunca foi em relação ao dinheiro. Está na hora de parar de se esconder atrás de uma máscara, de uma situação que não é verdade. Está na hora de parar de dizer que a gente persegue e não deixa em paz. Se tem alguém que é perseguido sou eu e minha família. Isso já são sete anos que acontece”, afirmou Wesley.

Ele frisa que várias afirmações da mãe de seu filho, Mileide Mihaile, são falsas, sendo a mais recente delas a afirmação de que ela estava sendo impedida de falar com o filho nos dias em que a guarda está com o pai. “A novidade é que estou impedindo Yhudy de falar com a mãe. Isso é mentira e eu tenho como comprovar todas as ligações. Nunca proibi, nunca vou fazer isso. É uma mentira que vai ser contada do lado de lá e uma verdade que vai ser contada aqui. Uma hora isso vai ter que acabar, uma hora a gente vai ter que superar”, disse.

Sobre as insinuações de que seu filho seria maltratado em sua casa, Wesley também se posicionou. "É difícil ficar vendo dizer do outro lado que meu filho está sendo maltratado. Meu filho é muito cuidado e muito amado por mim, pela minha esposa e pela minha família. Nós temos momentos maravilhosos juntos. Quero deixar claro que minha esposa Thyane não quer tomar o papel de mãe de ninguém, nós sabemos muito bem o papel de cada um. Agora, eu preciso da ajuda da minha esposa em relação à educação de meus filhos e principalmente quando Yhudy estiver comigo. Só cego não vê, a convivência que nós temos com Yhudy é maravilhosa, graças a Deus! Isso é uma coisa que precisa ser dita porque está sendo implantada mais uma mentira para que os fakes e esses perfis publiquem. Ninguém maltrata ninguém. Se tem uma coisa que acontece é muito amor que a gente dá para os nossos filhos”, destacou.

Wesley desabafou também sobre as perseguições que ele e sua família sofrem. "São sete anos que vivo sendo perseguindo, vendo minha imagem, da minha família e dos meus filhos sendo denegrida por esses perfis que estão sempre criando mentiras atrás de mentiras. A cada mentira que for contada, vou vir aqui quantas vezes for preciso para falar a verdade. Para os perfis que vêm difamando e contando todas essas barbaridades, achando que a internet realmente é uma terra sem lei, tudo isso tá sendo investigado e as autoridades estão bem próximo de concluírem com essa situação e poder mostrar para vocês quem são as pessoas que estão por trás de tudo isso”, alerta.

A família Oliveira reforça o quanto essas agressões por meio da internet, o bullying virtual e as perseguições fazem mal não só a eles próprios, mas a todos que sofrem com isso. São constantes os casos em que artistas e personalidades são alvo de agressões verbais e psicológicas, inclusive extrapolando o virtual e chegando a agressões físicas, como ocorreu com a apresentadora Ana Hickmann, que sofreu uma tentativa de assassinato por um perseguidor. Por isso, mais uma vez, Wesley e sua família pedem que as pessoas tenham prudência e que esses ataques dos fakes parem. Aos fãs, amigos, familiares e imprensa, agradece a solidariedade e à busca pela verdade dos fatos."

Desabafo e emoção

Através de vídeos, Mileide Mihaile comentou o conflito com Safadão e a atual mulher Thyane Dantas, diante de um vídeo vazado nas redes sociais. Nas imagens, Thyane aparece gravando uma conversa com Mileide pelo celular de Yudhy. O diálogo aconteceu há um mês. Emocionada, a mãe de Yudhi chegou a afirmar em determinado momento de seu desabafo: "como mãe, meu coração só sangra." Confira a íntegra do desabafo de Mileide abaixo:

"Meus amorecos, boa noite. Tentando ruminar desde ontem muitos acontecidos até porque nem dormi. Hoje foi um dia bem atípico, tive várias coisas canceladas. Eu gosto de viver meu luto, meu sofrimento até a última gota para poder me reerguer. E, realmente, não consigo entender como uma mãe que carrega uma criança no ventre consiga ter tamanha astúcia e frieza para fazer isso com o meu filho. Tampouco com o corpo todo trêmulo consigo entender um pai de permitir, porque sei que tudo passa pelo mesmo, e isso aconteceu. Foram inúmeras ameaças, pressões que desde o momento que foi batido o martelo em algumas questões judiciais provocadas, não por mim mas por ele, nem minha defesa eu fiz.

Eu não me preocupo comigo, não tenho medo absolutamente de nada, mas ontem eu percebi o tamanho risco que meu filho corre, agora entendi todas as indagações que ele faz pra mim quando chega. Não sei mais a quem recorrer, a quem pedir ajuda, não sei mais o que fazer. Não sei se devo novamente correr para a justiça porque é algo que tira tanta energia e tempo de nós. Sei que descobriram meu ponto fraco, descobriram minha ferida, minha dor, o que realmente é relevante para mim. Mas isso não vai me parar, só vai me fortalecer. E humanamente falando é impossível uma mulher viver assim uma mãe viver assim.

Eu já estou no meu limite porque ontem passei a noite em claro na cabeceira do meu filho orando e eu não consegui ter paz e não dá. E não entra na minha cabeça e não vai entrar nunca como um pai consegue permitir tudo isso e não se colocar no lugar. Nunca vou entender. E eu peço que vocês me deem um tempo para ruminar tudo isso que é novo e requer muita atenção. Não dá mais para ter um diálogo, não dá mais pra tentar e eu quero saber quem é a mãe que aguentaria tudo isso. Então, eu vou explodir, certeza. Pelo o que eu conheço eu sei que foi a primeira, mas não vai ser a última. Porque, pelo meu filho, eu acredito que eu abra mão de absolutamente tudo. Inclusive, pela boa educação eu vou bater de frente até com o meu eu, se preciso for. Não é porque o pai do meu filho é uma pessoa pública, que as autoridades e uma lei - que não está sendo justa - passem a mão na cabeça. Isso é muito sério.

E me dói muito ver como meu filho foi exposto. Eu não importo, mas meu filho importa. E pra mim já chega. Chega porque eu preciso ter paz para educar e criar o meu filho, ele não é órfão. E eu deixo isso bem claro, em uma hora o telefone foi arrancado e deixado aqui sem perguntar se era a vontade dee, porque ele estava extremamente feliz, outra hora era por assuntos pornográficos, outra hora porque não queria se responsabilizar, cada um deu uma resposta esfarrapada. É, um assunto delicado e sério. Infelizmente, não posso nem culpá-los, eu só posso culpar o pai. Ninguém mais vai ter um amor que se iguale aos dois. Até porque as ameaças da própria avó... Não vou ficar me igualando, não é da minha poersonalidade, do meu caráter, ficar colocando vídeos, áudios, nada. Isso vai ser em juízo. Podem me provocar a nível de colocar coisas, meu filho ouvindo coisas que não deveria ouvir. E nem que seja a última coisa que eu faça nessa cidade, vou protegê-lo, vou protegê-lo e muito. E estou muito estimulada a isso.

Só eu, meus amigos e minha família sabemos o que meu filho chega aqui compartilhando, o que ele passa e como sofro com isso. Nunca podem me atingir como mulher, mas como mãe meu coração só sangra. Só sangra. Mas, ao mesmo tempo, ele me fortalece. Não adianta a mãe dele querer me denegrir, me ameaçar, mandar recados, eu não ligo. Sou a mãe dele, responsável por ele. Planejei meu filho por cinco anos e eu amo, vou dar tudo de mim. E muito menos tampouco a mãe dele querer ser mãe do meu filho, não vai conseguir nunca, nunca. Podem tentar, forjar, ameaçar, eu não ligo porque, quem me conhece, sabe. E a cada dia que passa, fica cada dia mais claro. E só não vê quem não quer ver. E eu vou ter paz com o meu filho, pode ter certeza.

Ele tem 7 anos, quando ligar pro meu filho, quero falar com ele. Uma exposição como essa, é desumana, é a mesma coisa de um soco no estômago, um tapa na cara, uma punhalada nas costas. Vi como a vontade dele é desrespeitada por ser um presente meu, da mãe dele. Vou agir com calma, com cautela, com sabedoria, não por mim, mas pelo meu filho, quando eu estiver bem, quando essa dor passar. A dor cega e não vou mais cair nessa. É uma armadilha pra me denegrir. Vou resolver da melhor maneira possível. Que a infância dele não seja arrancada e desrespeitada, e a privacidade dele. Quero agradecer pelas mensagens de pessoas que me amam e que posso contar com vocês. É inacreditável e único para mim. Amanhã vou me reunir com meus advogados e advogadas, clamando pro ajuda."

  • Leo Dias -  19/09/2018
  • Frase icônica de Mileide Mihaile, ex de Safadão, vira música
  • A frase "Você devia me agradecer por eu não querer mais esse macho na minha cama" está em uma canção da cantora Duda
  • Leo Dias -  17/09/2018
  • Wesley Safadão vai faturar R$ 1 milhão no Carnaval
  • Cantor vai se apresentar em camarote particular em Olinda
  • Leo Dias -  17/09/2018
  • Mileide Mihaile causa confusão em organização do evento de Antônia Fontenelle
  • Ex-mulher de Wesley Safadão acabou divulgando um numero de telefone sem querer
  • Celebridades - 19/09/2018
  • Wesley Safadão é pai pela terceira vez
  • O cantor e a esposa receberam o filho, Dom, com muita felicidade
  • Rio de Janeiro - 19/09/2018
  • Assassino de idosa e netas disse que cometeu crimes por se sentir 'menosprezado'
  • David Assis Moraes, de 38 anos, assassinou a facadas Maria Luzia da Silva, 69 anos, Ana Clara da Silva Castro, 7, e Ana Carolina da Silva Castro, 6, na Cidade de Deus, no último sábado. Ele vai responder por triplo homicídio qualificado por motivo fútil
  • Leo Dias - 19/09/2018
  • DJ Pelé lança seu primeiro clipe
  • Produção se chama 'A Tropa' e conta com várias participações especiais