'Quero uma boa turnê internacional', comenta MC Kevinho

Durante entrevista para a coluna, funkeiro contou detalhes da sua intimidade e o sucesso de sua carreira musical.

mais lidas

MC Kevinho Divulgação

A tal 'sarrada' e a frase ‘Cê acredita?’ se tornaram marcas registradas de MC Kevinho. O cantor, de apenas 18 anos, ganhou fama ao gravar o hit ‘Olha a Explosão’ com Wesley Safadão. Desde então, ele se tornou figurinha fácil nas paradas. Kevinho participou da gravação do DVD de Naiara Azevedo e também de João Neto e Frederico. O sucesso já lhe rendeu frutos. Kevinho conseguiu realizar o sonho da casa própria. Conheça, a seguir, um pouco da vida do funkeiro, que agora sonha com a carreira internacional.

Você está vivendo um ótimo momento na carreira. O que ainda falta acontecer?

Sempre tem mais alguma coisa pra acontecer. O que queremos agora é uma boa turnê internacional. Esse é nosso próximo passo. 

Qual o seu maior sonho de consumo?
Acho que já conquistei: minha casa própria aos 18 anos.

O que o seu dinheiro já conseguiu comprar que antes você sonhava ter?
Meu cantinho.

Qual o lado bom da fama?
O carinho que recebo do meu público por onde eu passo.

E o lado ruim?
Ainda não conheci muito esse lado (risos), mas acho que é a falta de tempo para ficar sem fazer nada, sabe? Ficar de pernas para o ar? Não lembro da última vez que consegui fazer isso. Reunir a familia, os amigos...

Por ser uma pessoa pública e com muita fama, é difícil conseguir uma namorada de verdade para um relacionamento sério?
Sou muito novo e também sou o tipo de cara focado na carreira. No momento, não conseguiria me dedicar a um relacionamento sério como merece a pessoa que está com você, sabe?

Como surgiu a ‘sarrada’, que é marca registrada nos seus shows?
É uma gíria que acabou pegando... Nem sei como começou...

Qual foi a atitude mais curiosa que uma fã teve com você?
Uma fã tirou a blusa e deu de presente para mim! A garota ficou sem blusa mesmo no show! Fiquei sem ação na hora (risos).

O que você faz nos dias de folga?
Gosto de ficar com a familia e com os amigos... Mas tá difícil (risos).

Você tem algum ritual para aliviar o estresse do trabalho?
Jogar bola! Eu adoro futebol.

Percebemos que a maiora dos seus figurinos são nas cores preto ou branco. Existe um motivo especial para essa escolha?
Não. Eu sempre fui básico e acho que ser básico também é ter estilo.

O que você não faria de jeito nenhum em nome da fama?
Negociar meus princípios e os valores que aprendi com meus pais.

O que atualmente tira você do sério?
Mentira e falsidade ! Eu odeio!

O funk é a sua origem, mas a grande força do movimento veio das comunidades do Rio de Janeiro. Como você vê a diferença entre o funk carioca e o paulista?
Não vejo diferença. Pra mim o funk é universal.

Já passou por algum momento constrangedor por ser funkeiro?
Não, sempre fui respeitado.

Existe alguma diferença entre o MC Kevinho e o Kevin Kawan de Azevedo?
Não... Os dois são brincalhões e bem humorados.

Qual é o peso de ser um artista famoso e reconhecido com apenas 18 anos?
A responsabilidade de corresponder as expectativas que quem acredita em mim, no meu trabalho. Esse é o maior peso.

O que você mudaria no país caso fosse eleito presidente da república?
Puxa... A desigualdade social.

Existe alguma coisa que a gente não saiba sobre você?
Sou viciado em churrasco! Amo uma picanha e se pudesse, comeria churrasco todo dia.

Deixe uma mensagem final para os seus fãs.
Obrigado! Obrigado por acreditar em mim e no meu trabalho. Vocês são o combustível que me faz seguir em frente!

Relacionadas

    últimas notícias

    comentários

    Newsletter

    Receba gratuitamente o melhor conteúdo de O DIA no seu e-mail e mantenha-se muito bem informado